O que dizem os jornais esta quarta-feira?

Conheça aqui os principais títulos do dia.

Hoje, 20 de dezembro, na capa do Público: “António Mexia a caminho de um novo mandato na EDP”. O imposto na capital também é noticiado no matutino com: “Lisboa devolve 58 milhões de euros de taxa declarada inconstitucional”.

O Diário de Notícias faz manchete com a notícia de que: “SEF deu visto a estrangeiro proibido de entrar na Europa”. Na mesma edição, destaque para a fraude: “Um hospital feito por CR7? Nome de Ronaldo foi usado em burla”.

O Jornal de Negócios destaca: “Medina obrigado a devolver taxa com juros”; “Galp Energia deixa EDP para trás na bolsa” e ainda “Revolução nos pagamentos só chega em julho”.

No Correio da Manhã: “Fisco exige mais de um milhão de euros a Bruno de Carvalho”; “Mais um neto do bispo adotado em Portugal” e também “Correios despedem 800 e fecham estações”.

O Jornal de Notícias revela: “Greve ameaça visita a reclusos no Natal”. O diário escreve ainda sobre doenças: “Mais de um terço das crianças portuguesas tem excesso de peso”.

O jornal I dá enfoque às empresas petrolíferas: “Petrolífera do Kuwait quer vender combustíveis mais baratos na A1 e A2 e Brisa recusa”. Além disso: “Dinheiro das Raríssimas usado para pagar cursos de Paula Brito e Costa e do filho”.

Recomendadas

OE2023. PSD faz aprovar dedução ao IRS com gastos em assinaturas de jornais e revistas

O PSD conseguiu hoje fazer aprovar uma alteração ao orçamento que permite às famílias abater ao IRS parte dos gastos com assinaturas periódicas de jornais e revistas, incluindo as digitais, sendo para isso necessário a respetiva fatura.

Team Passos contra Team Costa e um ex-Governador pelo meio. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes”

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Associated Press demite repórter responsável pela história de ‘mísseis russos’ na Polónia

A única exceção à regra contra a utilização de uma fonte única, de acordo com a declaração de valores e princípios de notícias da AP, é quando “o material vem de uma figura de autoridade que fornece informações tão detalhadas que não há dúvida da sua precisão” – uma situação que aparentemente não ocorreu, pois a peça foi totalmente retratada.
Comentários