O que vai acontecer em 2019: Rui Vitória resiste ou Jorge Jesus estará de volta ao Benfica?

A avaliar pela última decisão de Luís Filipe Vieira, não parece ser pelos resultados que Rui Vitória irá sair do Benfica. No entanto, esta opção de Vieira poderá ser vista como uma posição de força em relação à restante estrutura benfiquista.

Michael Dalder/Reuters

Foi um dos temas que agitou o final deste ano desportivo. A 29 de novembro, e face aos maus resultados a saída de Rui Vitória parecia estar iminente, mas numa reviravolta inesperada Luís Filipe Vieira, decidiu manter o treinador no comando técnico da equipa, indo contra a vontade da maioria dos adeptos, que por diversas vezes mostraram lenços brancos ao técnico. Daí para cá o Benfica somou por vitórias todos os jogos disputados e recuperou o segundo lugar no campeonato.

Face a este cenário parece complicado trazer Jorge Jesus da Arábia, até porque muitos sócios do clube encarnado não querem de novo o técnico, não lhe perdoando ter trocado o Benfica pelo rival Sporting em 2015. O próprio Jesus já admitiu que só pensa regressar a Portugal no fim da época, altura em que termina o contrato com o Al-Hilal. A avaliar pela última decisão de Luís Filipe Vieira, não parece ser pelos resultados que Rui Vitória irá sair do Benfica. No entanto, esta opção de Vieira poderá ser vista como uma posição de força em relação à restante estrutura benfiquista.

Por outro lado, poderá questionar-se se esta escolha poderá fragilizar o presidente. Um eventual regresso de Jorge Jesus pode vir a provocar alterações no que à constituição do plantel diz respeito, isto porque, o técnico, e ao contrário de Rui Vitória, não é adepto da aposta na formação. Algo que é apreciado pelos sócios encarnados. Estará Jesus disposto a voltar e a integrar elementos da formação das ‘águias’ na equipa principal, ou irá a estrutura ceder às exigências do treinador para o plantel?

Recomendadas

Bruxelas quer que plataformas passem a cobrar IVA para evitar concorrência desleal

De acordo com as atuais regras de IVA, são os próprios prestadores de serviço – sejam motoristas ou donos de alojamento local – que são obrigados a coletar o IVA e a remiti-lo para as autoridades tributárias do seu país.

UE dá luz verde a entrada de Croácia no espaço Schengen

Com esta aprovação, pelos ministros dos Assuntos Internos da UE, seguindo a recomendação da Comissão Europeia de 16 de novembro, a Croácia deixará de ter fronteiras internas com os outros países do espaço Schengen.

Trabalhadores do MNE português no Brasil vão ter atualização salarial de 48,9%

Os trabalhadores nos postos consulares e missões diplomáticas no Brasil vão ter as suas remunerações atualizadas em 48,9%, a mesma percentagem da depreciação monetária acumulada do real, segundo legislação publicada em Diário da República.
Comentários