O que vai mudar no seu posto de trabalho?

Quão profundamente a pandemia afetou a forma como as empresas organizam o trabalho das suas pessoas. Descubra na JE editors Talks: Futuro do Ambiente de Trabalho, no próximo dia 25 de junho às 16h00.

A pandemia obrigou todas as empresas a rever o seu funcionamento. Grande parte dos trabalhadores transitou para o modelo de trabalho remoto, tendo tido que transformar a sua casa no seu posto de trabalho. Outros tiveram que continuar a trabalhar nas empresas, mas com novas regras de segurança.

A grande questão que agora se coloca passa por perceber, após ultrapassada a pandemia, que medidas vieram para ficar. Fará sentido obrigar os trabalhadores a um horário certo, agarrados a uma secretária, se são igualmente produtivos gerindo o seu horário em casa? Que questões de segurança se colocam às organizações com os colaboradores em trabalho remoto? É possível gerir equipas que não partilham o espaço físico? As perguntas são muitas, e a única certeza é de que algo vai mesmo mudar.

Para aprofundar o tema pode assistir à JE editors Talks: Futuro do Ambiente de Trabalho, no dia 25 de hunho às 16h00, onde o tema estará em discussão com a WatchGuard, a Bizdirect e a Nucase. Esta talk desenvolve o suplemento do Jornal Económico desta semana que pode ler aqui.

Pode assistir a esta talk já na próxima sexta-feira, às 16h00, em direto na JE TV e no Facebook e YouTube do Jornal Económico.

 

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a WatchGuard, a Bizdirect e a Nucase.

Recomendadas

A Mobilidade elétrica acelera a descarbonização das empresas

Na sua definição mais simples, descarbonizar significa “tirar carbono a”. E no caso da energia, significa que cada vez mais, queremos trocar as energias fósseis, que emitem gases de efeito estufa, por mais energias verdes, renováveis.

Euribor em máximos de uma década

O que pode fazer para cobrir a subida dos juros do seu empréstimo à habitação?

Mobilidade Sustentável: conheça a aposta da Schindler

Com a missão de ser cada vez mais sustentável, a Schindler estabeleceu para o ano de 2030 uma redução de 50% nas emissões de gases com efeito de estufa das suas atividades, com base nos dados de 2020.
Comentários