PremiumO que vai trazer 2019 para a agro-indústria em Portugal?

“Com quase cinco décadas de história a Raporal, SA é uma agro-indústria, situada no concelho do Montijo, cuja atividade está verticalizada, na produção de carne de bovino e suíno.”

Nuno Pinto de Magalhães: Diretor de Comunicação e Relações Institucionais da Sociedade Central de Cervejas e Bebidas

“Tudo leva a crer, apesar de alguns sinais de certa instabilidade a nível internacional, que o ano 2019 será positivo para a economia nacional, com um OE mais generoso para o poder de compra dos portugueses e com um plano de algum investimento público.”

Cristina de Sousa: Presidente do conselho de administração da Raporal

“Atualmente, o maior volume de vendas destina-se ao mercado nacional, mas o volume de exportações, nos últimos anos tem representado cerca de um terço do seu volume de negócios, que ronda os 100 milhões de euros.
Com a recente habilitação de Portugal, e consequente abertura dos mercados asiáticos – China, Coreia do Sul e Japão -, conjugado com os problemas sanitários que se verificam nessa região do globo, poderemos perspetivar boas oportunidades, no que se refere ao aumento do consumo e valorização da carne, para o ano de 2019, o que vemos com grande otimismo.”

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumA OPA da CTG à EDP vai sobreviver?

Foi a Oferta Pública de Aquisição (OPA) do ano no âmbito nacional, mas que toca em vários pontos do globo. A 11 de maio, a China Three Gorges (CTG), que já detém 23,37% da EDP, ofereceu 3,26 euros por ação para comprar a totalidade da energética portuguesa, e lançou uma OPA paralela para adquirir a EDP Renováveis.

PremiumRecrutamento e Universidades: como está a ser encarada a chegada do novo ano?

“Em 2019, deverão ser criadas oportunidades sobretudo nas áreas das Tecnologias da Informação, Hotelaria e Turismo, Shared Service Centers, Customer Care e Retalho.”

PremiumComo vai evoluir o comércio eletrónico em Portugal no novo ano?

O comércio eletrónico continuou a consolidar-se em Portugal em 2018.
Comentários