Acabaram-se as férias. Obama regressa hoje mas evita falar de Trump

Nas próximas semanas, Barack Obama vai marcar presença em vários eventos públicos.

Barack Obama participa hoje num encontro com estudantes na Universidade de Chicago, centrado no tema “organização da comunidade e envolvimento cívico”. Quase cem dias depois de ter deixado a Casa Branca, o ex-Presidente dos Estados Unidos da América está de volta.

Segundo o The New York Times, Obama não deve aproveitar o encontro com estudantes na Universidade de Chicago para responder às acusações feitas contra ele pelo sucessor, Donald Trump, informa o Diário de Notícias.

Numa série de tweets, Donald Trump acusou Barack Obama de ter mandado escutar os seus telefones na Trump Tower durante a campanha para as presidenciais de 8 de novembro. O atual Presidente acusou também Obama de estar por detrás das fugas de informação dos serviços secretos em relação à ligação da sua campanha à Rússia, além de sugerir que o ataque com armas químicas na Síria foi culpa de Obama.

Segundo fontes ouvidas pelo The New York Times, Obama também não tenciona confrontar Trump diretamente em assuntos como imigração, a reforma da saúde (o Obamacare), política externa ou ambiente. O ex-presidente prefere centrar-se em temas como o envolvimento cívico, a saúde do planeta Terra, a necessidade de mais diplomacia, os direitos cívicos e o desenvolvimento de uma nova geração de jovens líderes norte-americanos.

Nas próximas semanas, Barack Obama vai marcar presença em vários eventos públicos. Segundo informa o Chicago Tribune, depois do encontro de hoje com os estudantes, Obama irá participar numa cerimónia de entrega dos prémios em Boston antes de fazer uma série de discursos públicos e de palestra privadas (e pagas) nos Estados Unidos e na Europa, além de uma aparição ao lado da chanceler alemã Angela Merkel nas Portas de Brandeburgo, em Berlim.

 

 

Recomendadas

“Café com o CEO”. Assista à conversa com o Dr. Luís Teles, em direto a partir de Luanda

“Café com o CEO” é uma iniciativa promovida pela empresa angolana E.J.M, fundada por Edivaldo Machado em 2012, que procura dar a conhecer os líderes que estão a dar cartas em Angola e outros países da Lusofonia. Assista à sessão em direto de Luanda, capital angolana.

Rogério Carapuça: “Há que estar entre os primeiros, não ser o primeiro dos últimos”

O presidente da APDC considera que o desenvolvimento do sector das TIC se dá a um ritmo saudável apesar dos obstáculos concretos que ainda impedem o país de estar entre os melhores classificados. A capacitação e qualificação das pessoas e das empresas são desafios no topo da agenda, mas a simplificação é palavra de ordem para abandonar o paradigma da burocracia que assombra os serviços públicos, alerta Rogério Carapuça.

Violência no futebol: o que muda com as novas leis? Veja o “Jogo Económico”

Vêm aí novas leis destinadas ao combate da violência no desporto e nesta edição, vamos conhecer ao detalhe as medidas que estão a ser preparadas para o Governo e perceber se se adequam à realidade do fenómeno em Portugal. Daniel Seabra, antropólogo e professor universitário com obra publicada sobre o fenómeno das claques em Portugal, é o convidado do “Jogo Económico”.
Comentários