OE2020: Governo vai injetar 100 milhões para melhorar gestão florestal

No âmbito do Plano de Desenvolvimento Rural, o Executivo de António Costa prevê investir 100 mil milhões de euros “em medidas de apoio à floresta” e 29 milhões para a agricultura biológica, segundo a versão preliminar do OE 2020.

Regis Duvignau/Reuters

Para o próximo ano, o Governo prevê um investimento de 100 milhões euros em medidas de apoio à floresta. Este valor, que faz parte do Plano de Desenvolvimento Rural (PDR), é uma das medidas descriminadas na versão  preliminar do Orçamento de Estado 2020, a que o Jornal Económico teve acesso.

No documento, o Governo “estabelece como objetivo executar, em 2020, mais € 100 000 000 do PDR 2020 em medidas de apoio à floresta”. Estas medidas incluem ações de florestação e reflorestação, privilegiando as espécies autóctones.

Para além disso prevê também medidas de prevenção, de melhoria e do valor ambiental das florestas, através da remuneração dos serviços de ecossistemas.

O programa do Ministério da Agricultura  tem como objetivo apoiar o investimento em explorações agrícolas e florestais, em empresas agroindustriais e à instalação de jovens agricultores, potenciado as condições para aumentar a competitividade do seu negócio.

Para além disso, o Governo deve definir o objetivo de execução de 29 milhões de euros em 2020 em medidas de apoio à agricultura biológica, no âmbito do mesmo programa.

Entre as medidas a que se destinam o apoio em causa, encontram-se ações de apoio técnico e certificação na transição para a agricultura biológica.

 

Recomendadas

Crise climática deve ser prioridade de todos os governos e organizações multilaterais, diz Guterres (com áudio)

O secretário-geral da ONU, António Guterres, defendeu hoje que a crise climática deve ser prioridade máxima de todos os governos e organizações multilaterais e pediu que as empresas de combustíveis fósseis sejam responsabilizadas pela destruição do planeta.

Novos satélites para prever o clima lançados a partir do final do ano

A Organização Europeia para a Exploração de Satélites Meteorológicos anunciou hoje o lançamento, no final do ano, de uma nova geração que melhorará e acelerará o envio de dados a meteorologistas de toda a Europa sobre acontecimentos climáticos graves.

Situação de seca meteorológica diminuiu significativamente até 15 de setembro

Nos primeiros 15 dias de setembro verificou-se um “desagravamento significativo” da situação de seca meteorológica em todo o território, em especial nos distritos da Guarda, Viseu e Castelo Branco, anunciou hoje o IPMA.
Comentários