OE2022. TAP vai receber apoio financeiro do Estado de até 990 milhões de euros

Verba para a companhia aérea é a mais elevada entre todas as “medidas discricionárias incluídas no Projeto de Plano Orçamental”, indicam os documentos que o Governo divulgou a par da Proposta de Lei do OE para 2022.

Em 2022, no âmbito do plano de reestruturação da TAP aprovado pela Comissão Europeia, “encontra-se previsto um apoio financeiro, por parte do Estado Português, de até 990 milhões de euros”. A frase consta do relatório que acompanha a proposta de Lei do OE para 2022, entregue hoje no parlamento pelo Governo.

No entanto, num outro documento – intitulado “Relatório – Elementos Informativos e Complementares” – surge um outro dado para este apoio extraordinário. De acordo com este relatório “Elementos Informativos e Complementares”, a companhia aérea portuguesa vai receber do orçamento um apoio de 0,3% do PIB para 2022. Ou seja, usando o PIB projectado para este ano (que segundo o governo vai crescer 4,9% face a 2021), a TAP poderá receber até cerca de 660 milhões de euros. Aliás, entre todas as medidas discricionárias incluídas no Projeto de Plano Orçamental, o apoio extraordinário à TAP é a que mais pesa nas contas do Estado.

O governo classifica a despesa como sendo de carácter recorrente, ou seja “não one-off”.

A TAP está a executar um plano de reestruturação em troca de ajudas de Estado que podem ascender a 3,2 mil milhões de euros. Segundo explicou anteriormente o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, deste montante global de ajuda à TAP cerca de 2.550 milhões de euros são referentes à reestruturação, 360 milhões de um empréstimo junto de privados, com garantia de Estado a 90%, 990 milhões de uma nova injeção de capital e 569 milhões no âmbito das compensações relacionadas com a pandemia de covid-19.

Uma das condições impostas por Bruxelas para aprovar o plano foi a libertação de nove pares de ‘slots’ (faixas horárias) diários no aeroporto de Lisboa, no inverno deste ano.

(Notícia em atualização)

Recomendadas

Credor estrangeiro avança em Hong Kong com petição de liquidação contra Evergrande

Num comunicado enviado à Bolsa de Hong Kong, onde está cotada, a Evergrande indicou que o autor é a Top Shine Global Limited, uma empresa registada em Samoa e propriedade do investidor local Lin Ho Man.

Telecoming e SL Benfica acertam acordo para a distribuição de conteúdos digitais mobile (com áudio)

A Telecoming fica encarregue de fazer a ponte entre os adeptos e simpatizantes benfiquistas através da criação de conteúdos digitais, dirigidos aos consumidores via mobile.

Aborto nos EUA. Fundador da Prozis responde a críticas de influencers: “Tentar destruir alguém pelas suas ideias é um sinal dos tempos” (com áudio)

“Acredito que esta politica de cancelamento possa destruir muitas vidas , principalmente destes tais influencers. Hoje sou eu, amanhã serão eles. É uma questão de tempo”, disse Miguel Milhão em resposta às críticas. Pelo menos, quatro embaixadoras da marca já anunciaram o fim das parcerias.
Comentários