OE2022: DGO divulga hoje a execução orçamental até junho

A melhoria do saldo orçamental, na comparação homóloga, foi sobretudo justificada pelo dinamismo da atividade económica e do mercado de trabalho, bem como pela redução dos encargos associados às medidas de prevenção e combate à covid-19.

Manuel de Almeida/Lusa

A Direção-Geral do Orçamento (DGO) divulga hoje a síntese da execução orçamental até junho, após em maio ter registado um défice, em contabilidade pública, de 411 milhões de euros, o que traduz uma melhoria homóloga de 5.183 milhões de euros.

A melhoria do saldo orçamental, na comparação homóloga, foi sobretudo justificada pelo dinamismo da atividade económica e do mercado de trabalho, bem como pela redução dos encargos associados às medidas de prevenção e combate à covid-19.

Até maio, a receita cresceu (+15,9%) face a 2021 e a despesa registou uma redução residual (-0,5%).

A receita fiscal do Estado aumentou 21,0% até maio face ao mesmo período do não passado, totalizando 17.545,5 milhões e euros, impulsionada pelo IVA e IRC

Do lado da despesa, o Ministério das Finanças, no comunicado habitual que antecede os dados da DGO, precisa que nos gastos com o Serviço Nacional de Saúde (SNS) se registou um acréscimo de 64% em termos homólogos.

Por seu lado, as despesas com salários nas Administrações Públicas cresceram 3,1% face ao período homólogo, com destaque para a “evolução dos salários no SNS (+4,9%) e do pessoal docente dos estabelecimentos de ensino não superior (+3%), refletindo o aumento no número de contratações, os aumentos salariais e as valorizações remuneratórias”.

Recomendadas

Foram detidos 119 suspeitos por crime florestal este ano

O ministro da Administração Interna afirma que, devido às investigações em curso, o número de detenções pode subir.

Aramco: petrolífera saudita com lucro recorde de 48,4 mil milhões

Subida dos preços do petróleo com a guerra na Ucrânia e a elevada procura pós-pandemia levam lucros da petrolífera saudita a disparar 90% no segundo trimestre.

PremiumInflação nacional em novo máximo, enquanto abranda nos EUA e Alemanha

A média dos últimos onze meses, sem a parte habitacional, ultrapassa já os 5% e agosto dificilmente contraria esta tendência.
Comentários