OE2022: Líder do PSD/Madeira recusa revelar sentido de voto dos três deputados

O presidente do Governo da Madeira e líder do PSD regional reafirmou que estão criadas “pontes de diálogo” com o executivo nacional, mas recusou revelar o sentido de voto dos deputados.

O presidente do Governo da Madeira e líder do PSD regional reafirmou que estão criadas “pontes de diálogo” com o executivo nacional, mas recusou revelar o sentido de voto dos deputados eleitos pela região no Orçamento do Estado

“Amanhã vamos ver”, disse Miguel Albuquerque, referindo-se à posição dos três deputados eleitos pelo PSD/Madeira na votação final global do Orçamento do Estado para 2022 (OE2022), agendada para sexta-feira.

“O que posso dizer, neste momento, é que estão criadas as pontes de diálogo com o Governo nacional, conforme era nosso desejo, quer do ponto de vista do senhor primeiro-ministro, quer do ponto de vista do senhor ministro das Finanças”, declarou. Miguel Albuquerque falava à margem de uma visita a uma nova unidade hoteleira, no Funchal.

O governante insular mostrou-se satisfeito com a aprovação de algumas das 41 propostas do PSD/Madeira na especialidade, como o alargamento do prazo de admissão de novas empresas na Zona Franca até 2023, a criação de uma comissão para definir modelo de imputação de receitas, a taxa reduzida sobre o rum e os licores e a redução da taxa de IRC.

No entanto, realçou que ainda existem “muitas questões por resolver” entre o executivo madeirense e o Governo da República, liderado pelo PS, pelo que se recusou a indicar qual será o voto dos deputados da região.

Os três social-democratas eleitos pela Madeira votaram contra a proposta do Orçamento do Estado para 2022 na generalidade, mas a direção regional do partido assumiu que a posição poderia alterar-se caso algumas das suas propostas fossem aprovadas na especialidade.

De acordo com a proposta do OE2022, a Madeira vai receber cerca de 217 milhões de euros, ao abrigo da Lei das Finanças Regionais, menos 15 milhões do que em 2021.

O valor é o mesmo que constava da primeira proposta de Orçamento para este ano apresentada pelo Governo e que foi rejeitada pela Assembleia da República em outubro passado.

Relacionadas

OE2022: aprovadas propostas que prorrogam até 2023 emissão de licenças na zona franca da Madeira

As propostas do PS e PSD Madeira, que foram votadas conjuntamente, tiveram os votos favoráveis do PS, PSD, Iniciativa Liberal e Chega e o voto contra do BE, PCP e PAN.

PS-Madeira culpa Governo Regional por constrangimentos na prorrogação de licenças para o CINM

O PS refere que os constrangimentos causados pela “má gestão do Governo Regional”, prendem-se com o processo de ajuste direto da concessão da gestão e administração do CINM a uma empresa privada sem concurso público internacional em 2017, o que levou a um processo de infração da Comissão Europeia contra Portugal, a reprovação do Tribunal de Contas, a uma Comissão de Inquérito Parlamentar na Assembleia Legislativa da Madeira e a uma investigação criminal em curso.
Recomendadas

Marcelo parte para São Paulo ainda sem “comunicação por escrito” de Bolsonaro

O chefe de Estado português afirmou hoje, antes de partir do Rio de Janeiro para São Paulo, que continua sem receber nenhuma “comunicação por escrito” do Presidente do Brasil a cancelar o almoço de segunda-feira em Brasília.

Futuros ‘vices’ defendem que país “precisa urgentemente” do PSD

Os futuros vice-presidentes do PSD Margarida Balseiro Lopes, Leitão Amaro e Paulo Cunha defenderam hoje que o país “precisa urgentemente do partido”, pelo que é necessário “fazer diferente” e abrir à sociedade civil.

PSD. Montenegro pede “apoio significativo” para as suas listas

O novo presidente do PSD, Luís Montenegro, pediu hoje “um apoio significativo” na votação de domingo para as listas aos órgãos nacionais que anunciou, considerando que tal será “um sinal para Portugal”.
Comentários