OE2022. Pagamentos em atraso sobem para 778,1 milhões até agosto (com áudio)

Os pagamentos em atraso das entidades públicas atingiram os 778,1 milhões de euros em agosto, um aumento em 157,6 milhões de euros face ao mesmo período do ano anterior, avançou esta segunda-feira a Direção-Geral do Orçamento (DGO).

“No final de agosto os pagamentos em atraso das entidades públicas ascenderam a 778,1 milhões de euros, o que representa um aumento de 157,6 milhões de euros relativamente ao período homólogo e uma diminuição de 141,7 milhões de euros face ao final do mês anterior”, informa a síntese da execução orçamental da DGO.

Para a evolução homóloga contribuiu, sobretudo, o aumento em 154,1 milhões de euros da dívida dos Hospitais EPE (Entidades Públicas Empresariais), para 542,7 milhões de euros.

Também na variação mensal, o maior contributo registou-se nos Hospitais EPE, já que houve uma diminuição de 145 milhões de euros face a julho.

São considerados pagamentos em atraso dívidas por pagar há mais de 90 dias.

Recomendadas

EUA incluem Irão, grupo Wagner e talibãs na lista negra de liberdade religiosa

O Governo dos Estados Unidos anunciou hoje a sua ‘lista negra’ de países e organizações que atentam contra a liberdade religiosa, nela incluindo Cuba, China, Irão, Rússia, o grupo Wagner e os talibãs, entre outros.

Crise/Energia: Desconto no ISP reduz-se em dezembro com queda dos preços dos combustíveis

O Ministério das Finanças anunciou hoje que em dezembro há uma redução do desconto do ISP em 3,9 cêntimos por litro de gasóleo e em 2,4 cêntimos por litro de gasolina, tendo em conta a queda dos preços.

PremiumEmpresários pedem “velocidade” nos dossiers da economia e turismo

Confederações de empresários da indústria e de turismo agradecem aos secretários de Estado demissionários e esperam que os novos continuem o trabalho já realizado, concretizando planos anunciados.
Comentários