OE2022: Pagamentos em atraso sobem para 978,7 milhões de euros até outubro

“No final de outubro os pagamentos em atraso das entidades públicas ascenderam a 978,7 milhões de euros, o que representa um aumento de 199,6 milhões de euros relativamente ao período homólogo e um aumento de 74,6 milhões de euros face ao final do mês anterior”, pode ler-se no documento hoje divulgado pela Direção-Geral do Orçamento (DGO).

Os pagamentos em atraso das entidades públicas fixaram-se em 978,7 milhões de euros até outubro, um aumento de 199,6 milhões de euros face a igual período do ano passado, segundo a síntese de execução orçamental.

“No final de outubro os pagamentos em atraso das entidades públicas ascenderam a 978,7 milhões de euros, o que representa um aumento de 199,6 milhões de euros relativamente ao período homólogo e um aumento de 74,6 milhões de euros face ao final do mês anterior”, pode ler-se no documento hoje divulgado pela Direção-Geral do Orçamento (DGO).

Segundo a síntese da DGO, para a evolução homóloga contribuiu, sobretudo, o aumento registado nos Hospitais EPE (Entidades Públicas Empresariais) em 137,3 milhões de euros, para 690,8 milhões de euros, e na Administração Central em 55,5 milhões de euros, para 97,8 milhões de euros.

Para a variação mensal, o maior contributo registou-se nos Hospitais EPE com um aumento de 77,5 milhões de euros face a setembro.

São considerados pagamentos em atraso dívidas por pagar há mais de 90 dias.

Recomendadas

Presidente da República envia para o Tribunal Constitucional decreto sobre associações públicas profissionais

Segundo uma nota publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado “considera que o decreto da Assembleia da República suscita dúvidas relativamente ao respeito de princípios como os da igualdade e da proporcionalidade, da garantia de exercício de certos direitos, da autorregulação e democraticidade das associações profissionais, todos previstos na Constituição da República Portuguesa”.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Queda de produção na zona euro nota-se cada vez menos

São mais notórios os sinais de retoma da economia, a julgar pelos dados do PMI do sector industrial conhecidos esta quarta-feira.
Comentários