OE2023: Comboios sem capacidade para receber mais passageiros, diz Pedro Nuno Santos

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, afirmou esta segunda-feira que a capacidade do transporte ferroviário para receber mais passageiros é neste momento quase nula, o que inviabilizaria a criação de um passe nacional a um preço reduzido.

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, afirmou esta segunda-feira que a capacidade do transporte ferroviário para receber mais passageiros é neste momento quase nula, o que inviabilizaria a criação de um passe nacional a um preço reduzido.

“Neste momento, na ferrovia, infelizmente, temos a nossa capacidade esgotada”, disse o ministro numa audição no parlamento, no âmbito da proposta do Orçamento do Estado para 2023 (OE2023).

Perante este contexto, afirmou o ministro das Infraestruturas e Habitação, “se amanhã tivéssemos viagens a preço zero, a capacidade de o transporte receber mais passageiros seria quase nula”.

Estas declarações de Pedro Nuno Santos surgiram em resposta ao deputado único do Livre, Rui Tavares, que defendeu e questionou o ministro sobre a criação de um passe ferroviário nacional a um preço reduzido, à semelhança do que foi feito noutros países, como a Áustria e a Alemanha.

“Hoje, infelizmente, não há capacidade para receber mais passageiros”, disse o ministro, apontando casos em que os comboios circulam já hoje completamente cheios, como sucede nas zonas suburbanas de Lisboa e do Porto ou nas ligações Porto-Lisboa.

Uma “dimensão nacional” de um passe destes teria de ser “conjugada” com os passes que já existem e com “a compensação devida à CP”, disse ainda o governante.

Pedro Nuno Santos lembrou que entre as medidas de mitigação do aumento dos preços dos combustíveis e da generalidade dos preços se inclui a manutenção do preço dos passes urbanos e das viagens CP em 2023, uma medida que terá um custo orçamental de cerca de 66 milhões de euros e que chegará a 1,2 milhões de passes mensais.

Recomendadas

PremiumEUA e zona euro vão ter uma “aterragem dura” na pista da recessão no próximo ano

A subida das taxas de juro para controlar a inflação vai ter forte impacto na economia em 2023. Alemanha afunda acima da média, com China a crescer acima do previsto.

PremiumJoão Caiado Guerreiro: “Os vistos gold têm sido extremamente positivos para o país”

Área de Imigração deverá continuar a ser das mais dinâmicas da Caiado Guerreiro, apesar do anunciado fim dos vistos ‘gold’. Processo para cobrar cinco milhões de euros em honorários à Pharol vai a julgamento em fevereiro.

Custo de cabaz alimentar de bens básicos aumentou 21% para adultos num ano, diz BdP

O banco central revela que entre outubro de 2021 e outubro de 2022, o custo mensal médio e mediano de um cabaz básico de consumo alimentar para um adulto com cerca de 40 anos aumentou 21% e 24%, respetivamente.
Comentários