OE2023: Ministra assinala compromisso com aumento da produtividade agrícola e das pescas

A ministra da Agricultura defendeu hoje, em Lisboa, que o Orçamento do Estado para 2023 (OE 2023) apresenta um compromisso com o crescimento e o aumento da produtividade da agricultura e pescas.

Cristina Bernardo

Este orçamento firma “o compromisso com o crescimento e, neste caso, com o aumento da produtividade e da rentabilidade nos setores da agricultura e pescas”, afirmou Maria do Céu Antunes, numa audição parlamentar conjunta com as comissões de Agricultura e Pescas e Orçamento e Finanças.

Para isto, conforme destacou, vão ser implementadas medidas fiscais, de financiamento, simplificação administrativa e de custos de contexto, bem como através da execução dos “instrumentos à disposição do setor”.

Segundo os dados avançados pela governante, este orçamento aumenta em 18,6% face à previsão de execução em 2022.

Em causa, está um aumento de despesa efetiva de 233,2 milhões de euros.

Recomendadas

Ministra da Agricultura: direções regionais não vão ser extintas

Maria do Céu Antunes esclareceu que as direções regionais de agricultura não vão ser extintas no âmbito da transferência de competências para as comissões de coordenação e desenvolvimento regional.

Seca: Barragem de Mirandela está a perder a pouca água que tem para regadio

O presidente da Associação de Beneficiários do Perímetro de Rega de Vale Madeiro, Emanuel Batista, disse hoje que a barragem de regadio do distrito de Bragança em situação mais crítica está a perder a pouca água que tem.

Agricultores acusam governo de matar as Direções Regionais de Agricultura e desmantelar o sector

CAP e CONFAGRI estão incrédulas com a decisão do Governo de extinguir as Direções Regionais de Agricultura e transferir as suas competências para as Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional. “É uma medida abusiva, absurda, antidemocrática e inaceitável”, afirma a histórica estrutura liderada por Eduardo Oliveira e Sousa.
Comentários