OE2023: Presidente da República recebe partidos na quarta-feira

O Governo apresentou hoje o seu cenário macroeconómico aos partidos com assento parlamentar, três dias antes de entregar a proposta de Orçamento do Estado para 2023 na Assembleia da República.

Rodrigo Antunes/Lusa

O Presidente da República vai receber os partidos com assento parlamentar na próxima quarta-feira, em Belém, após a entrega, na segunda-feira, da proposta de Orçamento do Estado para 2023 na Assembleia da República.

Em declarações aos jornalistas à chegada a Chipre – onde irá dar início, no sábado, a uma visita oficial de dois dias – Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado se, uma vez que cancelou o programa que tinha previsto para domingo em Limassol, no sul do país, pretende chegar mais cedo a Lisboa para estar “tranquilo” no dia da entrega do Orçamento do Estado.

“É evidente que, assim como o senhor primeiro-ministro me comunicou o cenário macroeconómico, eu gostarei de saber com tempo o que se passa no orçamento, porque vou receber os partidos na quarta-feira. E, portanto, recebendo os partidos no dia 12, acho que é prudente no dia 10 e no dia 11 estar atento à lição e estudar bem a lição para saber o que é que vou ouvir e como é que vou ouvir os vários partidos”, respondeu Marcelo Rebelo de Sousa.

O Presidente da República sublinhou ainda que o cancelamento da sua deslocação a Limassol se prende com uma “razão prática”, designadamente o facto de que iria participar na cerimónia de abertura da “Maritime 2022 Conference”, que estava prevista para as 21h00 (19h00 de Lisboa), mas tinha o “risco de deslizar”.

“Havia o risco de deslizar, o que é natural, porque era um grande encontro, um grande congresso de armadores. Chipre é um centro fundamental em termos da importância do ‘shipping’, isto é da atividade marítima em termos de transportes e de comércio. E esse deslizar tinha problemas depois em termos de transporte para Lisboa, a tempo de poder cumprir compromissos”, referiu.

O Governo apresentou hoje o seu cenário macroeconómico aos partidos com assento parlamentar, três dias antes de entregar a proposta de Orçamento do Estado para 2023 na Assembleia da República.

Nestas reuniões, o executivo esteve representado pelo ministro das Finanças, Fernando Medina, e pela ministra Adjunta e dos Assuntos Parlamentares, Ana Catarina Mendes.

O Orçamento do Estado de 2023 vai ser debatido na generalidade no parlamento dia 26 e 27 de outubro, estando a votação final global do diploma da proposta do Governo marcada para 25 de novembro.

Recomendadas

Covid-19: Pandemia provocou mais 300 mil mortes na UE do que as oficiais, diz OCDE

“No final de outubro de 2022, mais de 1,1 milhões de mortes de covid-19 foram reportadas em todos os 27 países da UE, mas os dados sobre o excesso de mortalidade sugerem que se trata de uma subestimativa e que mais 300 mil pessoas morreram devido ao efeito direto ou indireto da pandemia”, refere o relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) e da Comissão Europeia (CE).

Covid-19: Problemas de saúde mental aumentaram na Europa, sobretudo nos jovens

A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) explica no relatório comparativo da situação de saúde na Europa que, enquanto em 2019 a percentagem de jovens entre 15 e 24 anos com sintomas de depressão era de 6%, contra 7% nos adultos, com o coronavírus os números aumentaram em todos os países para os quais existem dados.

Covid-19: Várias cidades da China relaxam medidas de prevenção epidémica

Várias cidades chinesas estão a abolir algumas medidas de prevenção contra a Covid-19, sinalizando o fim gradual da estratégia ‘zero casos’, que manteve o país isolado durante quase três anos e afetou a economia.
Comentários