OE2023: Valor das deduções de gastos das empresas com passes sociais aumenta para 150%

O PAN conseguiu aprovar hoje, no orçamento, o aumento do valor das deduções de gastos das empresas com a aquisição de passes sociais em benefício dos seus trabalhadores de 130% para 150%.

No terceiro dia de votações da Comissão de Orçamento e Finanças, no parlamento, no âmbito das propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2023, a proposta do PAN foi viabilizada com os votos contra do PSD e PCP, a abstenção do Bloco de Esquerda e os votos favoráveis das restantes bancadas.

A proposta da deputada única Inês Sousa Real prevê uma alteração a um dos artigos do IRC, estabelecendo que “os gastos suportados com a aquisição de passes sociais em benefício do pessoal do sujeito passivo, (…) os quais são considerados, para efeitos da determinação do lucro tributável, em valor correspondente a 150%”.

Até agora a percentagem era de 130%, pelo que o PAN justifica a medida como forma de “incentivar as empresas a adquirirem passes aos seus trabalhadores” e “criar incentivos fiscais, em sede de IRC, para o incentivo ao uso de transportes públicos”.

Recomendadas

Grupo SATA integra projeto Cluster Grace Açores

Associados e membros do cluster partilham boas-práticas e desenvolvem sinergias com o objetivo de colocar os temas da Agenda 2030, 2050 e ESG (Environmental, Sustainability and Governance) como prioritários nas agendas das empresas.

Binter e Embrar fecham compra de cinco novas aeronaves por mais de 369 milhões de euros

As duas primeiras unidades estão previstas para chegar às Ilhas Canárias em novembro de 2023.

Manuel Champalimaud compra à Novares a área de injeção de plásticos para a indústria automóvel

A aquisição visa reforçar posição do Grupo Champalimaud no sector dos componentes de plástico decorativo e de interface para a indústria automóvel.
Comentários