Oficiais de Justiça em greve parcial durante dez meses

– O Sindicato dos Oficiais de Justiça apresentou o aviso prévio de greve ao trabalho não remunerado para o próximo ano que vai de 4 de janeiro a 4 de outubro.

O Sindicato dos Oficiais de Justiça (SOJ) apresentou o aviso prévio de greve ao trabalho não remunerado para o próximo ano que vai de 4 de janeiro a 4 de outubro.

Em comunicado hoje divulgado, o SOJ adianta que a greve se prende com “a falta de reconhecimento, por parte do Ministério da Justiça, ao trabalho obrigatório que é efetuado pelos Oficiais de Justiça, sem qualquer tipo de remuneração ou de reconhecimento, nomeadamente para efeitos do regime de aposentação”.

Este ano o SOJ associou-se à greve nacional marcada pelo Sindicato dos Funcionários Judiciais para os dias 29 de junho, 02 e 03 de julho e à paralisação parcial que decorre até dia 31 deste mês.

Recomendadas

Emitido mandado de detenção para Vale e Azevedo

O Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa emitiu hoje um mandado de detenção para o antigo presidente do Benfica João Vale e Azevedo, alegando que se recusa a comparecer perante o juiz.

Advogados do caso BES querem Supremo a decidir pela manutenção de Ivo Rosa no processo

Na terça-feira a providência 24/22, deu entrada no Supremo e ficou decidido como relator o juiz conselheiro Manuel Capelo, segundo a “TSF”.

Operação Lex. Advogado diz que Luís Filipe Vieira “não cometeu crime nenhum”

O ex-presidente do Benfica Luís Filipe Vieira “não cometeu crime nenhum” no caso Operação Lex, defendeu hoje o advogado Raul Soares da Veiga antes da primeira sessão da fase de instrução do processo no Supremo Tribunal de Justiça (STJ).
Comentários