Olaf Scholz: Alemanha “será capaz de lidar com este inverno”

Olaf Scholz falava na conferência de imprensa em que apresentou um novo (o terceiro) pacote de ajuda às famílias e empresas perante o aumento do custo de vida e da energia, aumentando para 65 mil milhões de euros o valor global das medidas de apoio na Alemanha.

Filipe Singer/EPA via Lusa

O chanceler alemão, Olaf Scholz, assegurou este domingo que a Alemanha “será capaz de lidar com este inverno” e garantir o fornecimento de energia, apesar da redução das entregas do gás russo, de que é bastante dependente.

Olaf Scholz falava na conferência de imprensa em que apresentou um novo (o terceiro) pacote de ajuda às famílias e empresas perante o aumento do custo de vida e da energia, aumentando para 65 mil milhões de euros o valor global das medidas de apoio na Alemanha.

“A Rússia não é um fornecedor de energia fiável (…) O governo federal preparou-se para esta eventualidade desde o início do ano”, referiu o chefe do governo alemão.

Olaf Scholz disse ainda que, devido à diversificação das fontes de abastecimento e ao aprovisionamento dos ‘stocks’ de gás, o país está em condições de enfrentar uma paralisação prolongada do fornecimento através do gasoduto Nord Stream 1.

Na sexta-feira, a Gazprom anunciou que o gasoduto Nord Stream 1, vital para os fornecimentos à Europa, vai parar “completamente” para reparação de uma turbina, após ter estado inativo durante três dias para manutenção.

Em comunicado, a Gazprom indicou ter descoberto “fugas de óleo” na turbina durante esta operação de manutenção e indicou que até à sua reparação o fornecimento de gás estará “completamente suspenso”.

A Rússia devia retomar no sábado o fornecimento de gás através do gasoduto, após uma interrupção de três dias.

A fabricante de turbinas Siemens Energy declarou, também na sexta-feira, que fugas de óleo não justificam tecnicamente a paragem do gasoduto Nord Stream 1, decidido pela empresa russa de gás Gazprom.

Recomendadas

Dormidas de brasileiros em Portugal disparam 748% até julho

O número de dormidas de brasileiros em Portugal disparou 748% entre janeiro e julho deste ano, para 1,2 milhões, refletindo uma forte recuperação depois de dois anos de pandemia, segundo dados da AICEP, cedidos à Lusa

Crise/Inflação: Casais podem receber 125 euros pelo IBAN do reembolso do IRS

O apoio de 125 euros é individual, mas os casais que entreguem o IRS em conjunto e só tenham o IBAN do reembolso deste imposto confirmado nas Finanças recebem o apoio nessa conta bancária, esclareceu hoje fonte oficial.

PremiumPartidos convergem nos apoios às famílias e crescimento económico

Os partidos com assento parlamentar começam a definir as prioridades para o próximo Orçamento do Estado. Num quadro de incerteza, continuidade e necessidade de calibrar medidas é o elemento central do PS. Oposição reclama respostas ao acelerar da inflação.
Comentários