ONU financia 200 milhões para projetos setoriais em Angola

A Organização das Nações Unidas (ONU) vai financiar em 200 milhões de euros nos próximos cinco anos projetos de desenvolvimento em Angola, através das suas várias agências especializadas que atuam no país. Este novo acordo de parceria, rubricado quarta-feira entre a representação da ONU em Angola e o executivo angolano, prevê um apoio financeiro de […]

A Organização das Nações Unidas (ONU) vai financiar em 200 milhões de euros nos próximos cinco anos projetos de desenvolvimento em Angola, através das suas várias agências especializadas que atuam no país.

Este novo acordo de parceria, rubricado quarta-feira entre a representação da ONU em Angola e o executivo angolano, prevê um apoio financeiro de 250 milhões de dólares (200 milhões de euros), a aplicar entre 2015 e 2019.

De acordo com informação do Governo angolano, esta verba será utilizada pelas agências especializadas da ONU na implementação de projetos em Angola, em “domínios privilegiados” como a Saúde, Educação, Proteção Social, Direitos Humanos, reforço da governação ou acesso da população à Justiça.

O apoio ao empreendedorismo, como forma de promover a inclusão social e económica da população mais jovem, também está previsto neste novo pacote financeiro.

Entre as agências especializadas com projetos em Angola contam-se o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Confiança em queda nas principais economias europeias agrava risco de recessão

Alemanha, França e Itália reportam quedas maiores do que o esperado na confiança das famílias e sector privado, espelhando a preocupação dos agentes económicos com a subida de preços na zona euro e dando cada vez mais força à possibilidade de uma recessão real no final deste ano e início de 2023.

Governo quer prolongar Programa Regressar e aumentar o benefício do IRS Jovem

O Governo quer prolongar o regime fiscal associado ao programa Regressar e aumentar o benefício anual do IRS Jovem, segundo a proposta do acordo de rendimentos e competitividade que está a ser hoje discutida na Concertação Social.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.