OPA dá tempo à PT Portugal, considera sindicato dos trabalhadores da PT

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Portugal Telecom, Jorge Félix, afirmou que a PT SGPS considera que a proposta da empresária angolana Isabel dos Santos “dá mais tempo” para encontrar uma solução para a PT Portugal. Os órgãos representantes dos trabalhadores reuniram-se com o presidente da Portugal Telecom SGPS, João Mello Franco, para manifestar […]

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Portugal Telecom, Jorge Félix, afirmou que a PT SGPS considera que a proposta da empresária angolana Isabel dos Santos “dá mais tempo” para encontrar uma solução para a PT Portugal.

Os órgãos representantes dos trabalhadores reuniram-se com o presidente da Portugal Telecom SGPS, João Mello Franco, para manifestar as suas preocupações em relação ao futuro da PT Portugal.

A PT SGPS detém 25% da operadora brasileira Oi, além da dívida de quase 900 milhões de euros da Rioforte, empresa do Grupo Espírito Santo (GES).

Por sua vez, a PT Portugal, que detém os serviços Meo e Sapo, é detida pela empresa brasileira.

O encontro, que foi pedido pelos representantes dos trabalhadores, teve como objetivo pedir à PT SGPS que use “o seu poder de veto” para impedir a venda da PT Portugal, com o sindicato a defender uma negociação que pode passar pela recompra da empresa.

“O engenheiro Mello Franco comprometeu-se que a PT SGPS não deixará de tomar a posição que melhor defenda os interesses da PT Portugal e dos trabalhadores”, disse o sindicalista.

Em relação à proposta de compra da Terra Peregrin, de Isabel dos Santos, sobre a PT SGPS, o sindicalista disse que o conselho de administração irá reunir-se na próxima sexta-feira para analisar a oferta.

Segundo Jorge Félix, Mello Franco terá afirmado que a proposta da empresária “dá pelo menos mais tempo de reflexão para encontrar uma solução para a PT Portugal”.

“Se mais não fizer, vai permitir um novo olhar sobre os projetos e analisar os contornos do casamento [entre a PT e a Oi], se este avança, recua ou cada um segue o seu caminho”, apontou o sindicalista.

“A PT SGPS considera que [esta proposta] é oportuna”, acrescentou.

Até ao final do mês, o sindicato espera marcar uma concentração de trabalhadores à porta da residência oficial do primeiro-ministro.

A Terra Peregrin – Participações SGPS anunciou no domingo à noite o lançamento de uma oferta pública geral e voluntária de aquisição sobre a PT SGPS, oferecendo mais de 1,21 mil milhões de euros pela totalidade das ações da empresa portuguesa, ao preço de 1,35 euros por ação.

OJE/Lusa

 

Recomendadas

Trabalhadores do Metropolitano de Lisboa fazem greve de 24 horas em 12 de outubro

“Vamos fazer uma greve no dia 12, de 24 horas”, indicou Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

Sindicatos dos Quadros e SIB pedem apoio extraordinário para bancários no ativo

Ainda sobre as medidas do Governo de apoio para fazer face à inflação, o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) e o SIB (Sindicato Independente da Banca) pedem parecer sobre constitucionalidade do apoio aos pensionistas e exigem apoio extraordinário para bancários no ativo.

Europa poderá enfrentar um apagão da rede móvel neste inverno

Várias autoridades do sector de telecomunicações receiam que um inverno rigoroso, aliado às ameaças vindas da Federação Russa, coloque a infraestrutura de telecomunicações da Europa numa situação debilitante, até porque geralmente os países europeus não possuem geradores com capacidade para fazer backup de energia por períodos mais longos.