“Operação Malapata”. Sporting e Benfica confirmam buscas mas demarcam-se de possiveis práticas ilegais

Sporting e Benfica confirmam as buscas, e sublinham que estão a colaborar com as autoridades. Ambos os emblemas fazem questão de referir que não têm qualquer relação com o investigado e nem são visados na matéria das buscas.

Sporting e Benfica confirmaram esta quarta-feira, dia 15 de dezembro, que a Polícia Judiciária (PJ) está a proceder à realização de buscas nos respetivos estádios, no âmbito da “Operação Malapata”, que já levou a 28 buscas domiciliárias e não domiciliárias, pela presumível prática dos crimes de fraude fiscal, burla qualificada, falsificação informática e branqueamento.

Em comunicado, a PJ revela, que estão em causa suspeitas de atividade comercial fictícia de sociedades geridas pelos suspeitos e um esquema de faturação/movimentação financeira, oferecido como veículo de branqueamento para terceiros, envolvendo mais de 70 milhões de euros. Foram detidas três pessoas, entre os quais um empresário do sector metalúrgico e um empresário ligado à atividade desportiva.

Também em comunicado, o Sporting confirma que, durante a manhã, realizaram-se buscas no Estádio José Alvalade, mas sublinha que a Sporting SAD e o clube “não são alvo da investigação, directa ou indirectamente, não têm qualquer relação com o investigado, nem são visados na matéria das buscas”.

Por sua vez, o Benfica também confirma a realização de buscas e, à semelhança do rival lisboeta, sublinha que “não é arguido ou sequer visado neste processo, nem qualquer membro dos seus órgãos sociais” e acrescenta que “está a colaborar com as autoridades nas diligências realizadas ao longo do dia de hoje no âmbito de um processo que se encontra em segredo de justiça”.

Esta manhã, o “Correio da Manhã” deu conta da detenção do empresário César Boaventura que tem negócios ligados ao Benfica.

Relacionadas

PJ faz buscas no Sporting e Benfica. Agente César Boaventura detido

As autoridades estão a realizar buscas nas sedes dos dois grandes para recolher provas relacionadas com o esquema fraudulento, revela o “CM”.

“Operação Malapata”: PJ desmantela rede de empresas fictícias e faturação falsa para branqueamento e ocultação de proveitos

A PJ lançou hoje operação de 28 buscas domiciliárias e não domiciliárias por suspeitas de atividade comercial fictícia de sociedades geridas pelos suspeitos e um esquema de faturação/movimentação financeira, oferecido como veículo de branqueamento para terceiros, envolvendo mais de 70 milhões de euros. Foram detidos três indivíduos, entre os quais um empresário do sector metalúrgico e um empresário ligado à atividade desportiva, “fortemente indiciados” por fraude fiscal, burla qualificada, falsificação informática e branqueamento.
Recomendadas

Wolves. A um mês do Mundial, o maior fornecedor da Seleção Nacional está em crise profunda

A pouco mais de um mês para o Mundial, a Seleção portuguesa corre o risco de ter uma boa fatia dos convocados a lutar pela manutenção na Premier League. O Wolves tem alguns dos melhores jogadores portugueses da atualidade, com um forte investimento sobretudo em jogadores da Gestifute. Tema estará em debate na edição desta sexta-feira do programa “Jogo Económico”.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira, 6 de outubro

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcaram o dia informativo desta quinta-feira.

António Costa e Pedro Sánchez querem um Mundial2030 “para a paz”

“Já demonstrámos capacidade para organizar eventos de primeira linha. Portugal e Espanha estão prontos para receber, juntamente com a Ucrânia, o Mundial de futebol de 2030. Queremos um campeonato para a paz, mostrar o melhor do desporto, mas também os melhores valores da Europa”, escreveu o primeiro-ministro luso na rede social Twiiter, mensagem que também foi publicada pelo presidente do governo espanhol.
Comentários