PremiumOpositor vai exigir a Rui Rio que não seja “uma muleta do PS”

Autor de uma carta aberta ao líder reeleito, Pedro Rodrigues pretende apelar à união e à clareza no congresso do partido. Indisponível para ficar no Parlamento, diz que Rio tem obrigação de vencer as eleições.

Nem o facto de ser um dos atuais deputados do PSD que apoiaram Paulo Rangel nas eleições diretas e que não se vão candidatar nas próximas legislativas impede Pedro Rodrigues de acreditar que o partido deve unir-se em torno de Rui Rio para obter uma maioria absoluta que julga possível, seja com o PSD sozinho ou coligado com outros partidos. Mas para que tal suceda, o advogado de 42 anos, antigo presidente da Juventude Social Democrata, defende ser necessário que o líder reeleito apresente “uma estratégia clara de alternativa aoPS e de afirmação de um programa político que volte a dar esperança aos portugueses”.

Essa é a resposta que, em entrevista ao Jornal Económico, Pedro Rodrigues diz esperar de Rui Rio à carta aberta que lhe dirigiu na quarta-feira, defendendo que o PSD “nunca poderá ser uma muleta do PS”, pelo que é necessário “afirmar com determinação as diferenças e defender com assertividade a nossa alternativa, negando qualquer possibilidade de coligação ou de acordo parlamentar”.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumPutin une extremos na oposição ao Ocidente

As franjas mais extremas europeias convergem no apoio a Putin, unidas por um antiamericanismo reforçado, à esquerda, por uma orfandade do comunismo soviético e, à direita, pela admiração por um regime iliberal e autocrático.

PremiumPara saudar o regresso de um majestoso Jaen

Serve este texto para saudar a aposta de um produtor do Dão, a Caminhos Cruzados, integrada há cerca de dois anos no grupo da Quinta da Pacheca (no Douro), na comercialização de um monovarietal de uma das castas mais singulares que se produzem em Portugal: a Jaen (Mencia, em Espanha). Há quem diga que em relação à Jaen, ou se ama ou se detesta.

PremiumFada ou bruxa? Uma duquesa que incomoda muita gente

Sociopata narcisista”. Uma classificação nada abonatória, mas é assim que é descrita Meghan Markle por ex-funcionários do Palácio de Buckingham que trabalharam para os duques de Sussex, segundo o que é revelado no novo livro de Valentine Low, que escreve sobre assuntos reais para o “The Times”.
Comentários