Orçamento Regional aloca menos 187 milhões de euros para operações de dívida pública

Para operações ligadas a dívida pública estão orçamentados 415,2 milhões de euros, uma descida face aos 602 milhões de euros inscritos na proposta do Orçamento Regional da Madeira do ano anterior.

As operações ligadas à dívida pública terão um grande peso no Orçamento Regional da Madeira. A proposta prevê que sejam alocados 415,2 milhões de euros. Contudo serão menos 187 milhões de euros face aos 602 milhões de euros que foram inscritos na proposta do Orçamento Regional da Madeira de 2022.

Esta será a maior rubrica ligada aos serviços gerais da administração pública, conforme consta da proposta do Orçamento Regional da Madeira para 2023.

Se para as operações ligadas à dívida pública estão orçamentados 415,2 milhões de euros, para os serviços gerais vão 95,5 milhões de euros, quando no ano anterior estavam orçamentados 92,6 milhões de euros.

Já para os órgãos executivos e legislativos, assuntos financeiros e fiscais, assuntos externos vão 25,8 milhões de euros, quando o orçamento regional do ano passado estavam orçamentados 23 milhões de euros.

Recomendadas

Assembleia da Madeira atribui Prémio +Valor Madeira a trabalhos académicos e científicos

O montante do Prémio é de cinco mil euros, podendo, ainda, haver lugar à atribuição de certificados a título de menções honrosas.

Governo da Madeira maximiza benefícios no Código Fiscal de Investimento

Rogério Gouveia apontou que, face à retração económica provocada pela crise pandémica, situação agravada pela guerra na Ucrânia, o Governo Regional, de coligação PSD/CDS-PP, considerou ser “fundamental a adoção de medidas de choque para a revitalização da economia”.

Socicorreia lança empresa na área da arquitetura

Com a Socicorreia Project, o proprietário receberá acompanhamento no momento de escolher e comprar mobiliário personalizado, de acordo com as suas exigências e tendências do mercado, na seleção de todos os equipamentos domésticos, e também em pormenores de decoração como a iluminação.
Comentários