Orçamento Regional: quatro secretarias concentram 87% da despesa do Orçamento da Madeira

As Secretarias Regionais das Finanças; Saúde e Proteção Civil; Educação, Ciência e Tecnologia; e dos Equipamentos e Infraestruturas concentram 1.742 milhões de euros de um total de 2.070 milhões de euros de despesa prevista no Orçamento Regional da Madeira.

As Secretarias Regionais das Finanças; Saúde e Proteção Civil; Educação, Ciência e Tecnologia; e dos Equipamentos e Infraestruturas concentram a maior fatia da despesa prevista na proposta do Orçamento Regional da Madeira para 2023. No conjunto vão absorver 1.742 milhões de euros de um total de 2.070 milhões de euros de despesa.

As Finanças terão que gerir um orçamento de 535,3 milhões de euros, enquanto que a Saúde e Proteção Civil absorve 456,1 milhões de euros.

Já a Educação, Ciência e Tecnologia têm um orçamento, para 2023, de 448,3 milhões de euros e os Equipamentos e Infraestruturas levam 302,6 milhões de euros.

Nas restantes secretarias que compõem o executivo madeirense a presidência do Governo Regional da Madeira terá 3,4 milhões de euros), Secretaria Regional da Economia (130,2 milhões de euros), Secretaria Regional do Turismo e Cultura (44,5 milhões de euros), Secretaria Regional da Inclusão Social e Cidadania (48,1 milhões de euros), Secretaria Regional do Ambiente, Recursos Naturais, e Alterações Climáticas (25,4 milhões de euros), Secretaria Regional do Mar e Pescas (11,5 milhões de euros), Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural (50,5 milhões de euros).

Para a Assembleia Legislativa da Madeira serão alocados 14,5 milhões de euros.

Face à proposta do Orçamento Regional de 2022 as Finanças perdem 185 milhões de euros, a Saúde e Proteção Civil ganha 122 milhões de euros, a Educação, Ciência e Tecnologia ganha 35 milhões de euros, os Equipamentos e Infraestruturas ganha 12 milhões de euros.

A presidência ganha um milhão de euros, a Economia perde 39 milhões de euros, o Turismo e Cultura ganha um milhão de euros, a Inclusão Social e Cidadania mantém o orçamento, o Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas ganha dois milhões de euros, o Mar e Pescas ganha dois milhões de euros, a Agricultura e o Desenvolvimento Rural perde três milhões de euros.

A Assembleia Regional ganha um milhão de euros.

Recomendadas

Médicos internos preenchem totalidade das 39 vagas disponibilizadas à Madeira

Este processo, que decorre em simultâneo a nível nacional, é acompanhado na Região Autónoma da Madeira pelo Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE), entidade responsável pelo Internato Médico na Região.

Funchal: Prorrogado prazo de reabilitação da ETAR

Foi aprovada a participação da Câmara num instituto sem fins lucrativos, o Instituto para o Desenvolvimento e Inovação Tecnológica (IDEA).

Madeira aprova 74 contratos-programa de desenvolvimento desportivo no valor de quatro milhões de euros

Foi autorizada ainda a celebração de um acordo de cooperação entre o Instituto de Segurança Social da Madeira e a Associação Santana Cidade Solidária, de 21,4 mil euros, relativo ao financiamento das respostas sociais loja social e atendimento e acompanhamento social.
Comentários