Os números do setor de unidades comerciais da Madeira

O setor apresentou sinais de crescimento tendo aumentado o seu volume de negócios de 411 para 428 milhões de euros.

O setor das unidades comerciais de dimensão relevante da Madeira apresentou sinais de crescimento em 2017. O volume de negócios passou de 411 milhões de euros para os 428 milhões de euros em 2017, enquanto que o volume de vendas subiu dos 408 milhões de euros para 424 milhões de euros, diz a Direcção Regional de Estatística (DREM).

No setor o comércio a retalho alimentar é responsável por volumes de negócios de 304 milhões de euros e volumes de vendas de 302 milhões de euros, dando sinais de melhoria face aos 295 e os 292 milhões de euros apresentados no ano anterior.

De salientar que estas unidades conseguiram empregar mais pessoas tendo passado de 1919 para 1925 empregados, entre 2016 e 2017.

Em subida esteve também as vendas a retalho por residente que cresceu de 453 para os 480 euros. O vestuário e acessórios foi o segmento em que se gastou mais dinheiro com 47.370 milhares de euros, face aos 46.377 milhares de euros do ano anterior.

A informática foi responsável por 16.271 milhares de euros, enquanto que o mobiliário e os electrodomésticos movimentaram uma verba de 13.344 e 11.089 milhares de euros, o que representa nestas áreas um aumento em termos de valor face ao ano passado.

Recomendadas

Madeira: Entidades do sector da construção e imobiliário assinam protocolo de colaboração para fiscalização do sector

Com este protocolo o IMPIC obriga-se a manter na Região quadros da sua Direção de Inspeção, para exercer na Região as funções de inspeção e fiscalização que lhe estão legal e estatutariamente atribuídas. 

Contrair dívidas para pagar outras dívidas é boa ideia? Saiba aqui

O primeiro passo para organizar a sua vida financeira é constituir um Fundo de Emergência. Se ainda não tem comece já a constituir o seu, equivalente a, pelo menos, entre três a seis meses de ordenado, aplicando-o num produto mobilizável a curto prazo.

Madeira: Noite do Mercado está de volta e sem restrições

Na apresentação do evento, que decorreu esta segunda-feira no Salão Nobre, o presidente da Câmara Municipal do Funchal, realçou que a Noite do Mercado será uma “festa tradicional” que decorre a partir das 15h30 do dia 23 de dezembro até às 4h do dia 24 de dezembro.
Comentários