Dicas para poupança: Os pequenos eletrodomésticos

Ajudar a poupar energia – é esse o propósito do Programa Polo Positivo, concebido tendo em consideração a importância da sustentabilidade económica das instituições particulares de solidariedade social. Esta iniciativa pretende contribuir para esse objetivo, sendo que o montante correspondente ao valor da energia poupada é aplicado na missão social de cada uma das instituições […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Ajudar a poupar energia – é esse o propósito do Programa Polo Positivo, concebido tendo em consideração a importância da sustentabilidade económica das instituições particulares de solidariedade social. Esta iniciativa pretende contribuir para esse objetivo, sendo que o montante correspondente ao valor da energia poupada é aplicado na missão social de cada uma das instituições abrangidas pelo programa.

Através do Polo Positivo será realizado, em cada instituição, um diagnóstico de eficiência energética, que inclui um programa de medidas, acompanhado de um plano de formação e sensibilização adequado a cada uma das IPSS, sendo posteriormente assegurada a monitorização dos resultados. Cada instituição ficará a conhecer as suas fragilidades a nível da eficiência energética e a forma como pode reverter a situação.

Pequenos que podem tornar as contas grandes

Os pequenos electrodomésticos que se limitam a realizar alguma ação mecânica – bater ou cortar – com exceção do aspirador, têm geralmente potências baixas. No entanto, os aparelhos que produzem calor – ferro de engomar, torradeira ou secador – têm potências maiores e, consequentemente, consumos mais significativos.

  • Sempre que possível não deixe os aparelhos ligados (exemplo: ferro de engomar);
  • Aproveite o calor do ferro para passar grandes quantidades de roupa de uma vez, evitando ter que o ligar várias vezes para pequenas quantidades;
  • Sempre que possível, evite o uso de ventiladores ou ventoinhas, abrindo a janela e aproveitando correntes de ar naturais;
  • Sempre que possível, utilize o micro-ondas em vez do forno tradicional. Este consegue reduzir o consumo de energia em cerca de 60% a 70%.

OJE/Polo Positivo


Outras dicas

Diagnóstico

Mudança de comportamentos

Televisões e computadores

Gestão de água quente sanitária

caldeiras e radiadores de parede

Poupança energética na climatização/

Pequenos Eletrodomésticos

Equipamento de lavagem doméstica

Etiqueta energética

A iluminação

O edifício e envolvente

Recomendadas

PCP defende aumento do salário mínimo nacional para 850 euros em janeiro

O secretário-geral do PCP acusou o Governo de querer “retomar todos os caminhos da política de direita, fazer comprimir ainda mais os salários, facilitar a exploração, abrir espaço para os negócios privados na saúde e na educação, condicionando ou justificando as suas opções com as orientações e imposições da União Europeia e do euro”.

Irão: Impacto das sanções dos EUA prejudica cooperação com Portugal

Mortza Damanpak Jami destaca que as relações comerciais podem sair afetadas, mas as culturais têm-se desenvolvido, com “muitas oportunidades e muitos programas ligados à cultura”.

Respostas Rápidas: como deve investir a pensar na reforma?

Com uma estrutura demográfica cada vez mais envelhecida, as dúvidas em torno da sustentabilidade da Segurança Social no médio-prazo reforçam o papel da poupança privada no rendimento dos portugueses em reforma, pelo que importa compreender os vários instrumentos financeiros ao seu dispor.