Como é que os portugueses tencionam poupar este Natal?

Os portugueses têm vários truques, como preparar a refeição em casa ou oferecer presentes apenas aos mais novos. Ainda assim, a maioria não mostra intenções de poupar.

REUTERS / Peter Nicholls

O dia de Natal está a aproximar-se, o que faz com que os portugueses comecem a pensar em formas alternativas de poupar. Para tentar contornar os gastos excessivos neste período de festividades, 73% das pessoas vai preparar a comida em casa.

De acordo com o mais recente estudo do Observador Cetelem, divulgado esta quarta-feira, 25% dos portugueses pretendem poupar e 29% vai oferecer presentes apenas às crianças. Há consumidores que vão comprar nos saldos (22%) e outros que querem fazer os próprios presentes (7%) ou comprar lembranças com mais antecedência (7%).

O diretor de distribuição do Cetelem, Pedro Camarinha, realçou que é “interessante analisar as formas que os portugueses encontram para poupar no Natal, uma época tendencialmente associada a um maior nível de consumo”. Contudo, a investigação concluiu que 63% dos portugueses diz que não vai poupar na época natalícia.

“Além de se mostrarem atentos a oportunidades como os saldos ou as compras antecipadas, o que revela um comportamento de consumo inteligente, mostram-se criativos ao querer produzir os próprios presentes”, acrescenta o responsável.

fontes_pesquisa_compras

Fonte: Observador Cetelem

A análise, realizada em colaboração com a Nielsen, estudou o consumo no país e as intenções de compra para o Natal. Através de inquéritos por telefone, foram estudados 600 indivíduos de Portugal continental, com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos.

Relacionadas

Portugueses vão aumentar compras com cartão de crédito este Natal

Percentagem de portugueses que tenciona pagar os presentes da época natalícia com recurso ao cartão de crédito aumentou pelo terceiro ano consecutivo.

Portugueses entre os que menos poupam na zona euro

Taxa de poupança das famílias portuguesas está entre as mais baixas da Zona Euro. Só os gregos poupam menos do que os portugueses.

Portugueses esperam gastar em média 211 euros com os presentes de Natal

Em relação ao ano passado, as intenções de gasto dos portugueses desceram 12%. Ainda assim, este é um dos valores mais elevados desde 2011.
Recomendadas

Adjudicados últimos seis lotes do concurso para fornecimento de serviços à rede SIRESP

O concurso para fornecimento de serviços à rede de emergência SIRESP foi concluído na segunda-feira, antes do prazo, com a adjudicação dos restantes seis lotes, anunciou hoje a empresa que gere o sistema.

Há um “caminho longo” a percorrer no envelhecimento ativo, diz a ministra da Coesão Territorial

“Sabemos hoje mais sobre as maleitas dos mais velhos e sabemos como as evitar”, sublinhou Ana Abrunhosa, reiterando que “todos queremos envelhecer com qualidade”.

Apoio às famílias pode mitigar desaceleração da economia, prevê Fórum para a Competitividade

O pacote de apoios preparado pelo Governo como resposta à inflação pode mitigar a desaceleração da economia, mas o próximo ano apresenta-se repleto de riscos de desafios. Salários reais devem voltar a cair, prevê o Fórum para a Competitividade.
Comentários