Ouro, libra, rand e bitcoin em rota de ganhos

A maioria das praças financeiras está hoje encerrada e o destaque vai para as valorizações do metal precioso, das divisas inglesa e sul-africana e das criptomoedas.

Jason Alden/Bloomberg

Com a maioria das praças financeiras encerradas, bem como os índices de Hong Kong e da Austrália, destaque para a subida do MSCI All-Country World Index, que sobe uns ligeiros 0,05%, atingindo o valor mais alto da última semana. No sentido inverso, o MSCI Emerging Market cai 0,2%, com os títulos das praças do Dubai e da Rússia a pesar no índice.

Em relação ao mercado cambial, o euro desce 0,05% para os 1,1869 dólares, ao passo que a libra inglesa aumenta 0,05% para os 1,13373 dólares. Também o rand sul-africano está em rota de ganhos, ao valorizar 0,4%, o valor mais alto em nove meses.

No mercado das ‘Commodities’ o ouro avança para os 1278,10 dólares a onça, o valor mais alto em três semanas. Já o crude perde para os 58,40 dólares por barril. Depois de uma semana de perdas significativas, as principais criptomoedas recuperam valor. Bitcoin avança quase 11% para 15.252 dólares.

Relacionadas

2017, o ano da bitcoin e da tecnologia no mundo financeiro

A criptomoeda entrou pela primeira este ano no top 25 das pesquisas do Google, mas os termos associados mostram preocupação com a possibilidade de uma bolha.

Criptomoedas: nenhuma sobreviverá sem um exército

O fenómeno das criptomoedas é triplamente irritante: primeiro, porque é mais numa bolha especulativa; segundo, porque está a servir para lavar dinheiro sujo e operar transacções ilegais de uma forma facilíssima; terceiro, porque esses algoritmos que geram números não são moedas.

Petróleo 2017: o ano da resistência à subida dos preços

O petróleo termina o ano a valorizar, mas a tendência ao longo de 2017 foi de resistência a subidas.

Trump abre a porta à perfuração de petróleo na costa leste dos EUA

O presidente norte-americano Donald Trump já tinha assinado um decreto a autorizar a redução das restrições à extração de petróleo nos oceanos Ártico e Atlântico, que fora interditada pelo seu antecessor Barack Obama.

Grandes investidores viram costas ao petróleo e piscam o olho às renováveis

O desempenho das ações do setor tem sido negativo, penalizado pela tendência de desinvestimento e pela queda dos preços. Por outro lado, o índice de baixas emissões de carbono valoriza e a emissão de ‘green bonds’ disparou.

Que investimentos têm mais rentabilidade?

Nos últimos 14 anos, as matérias-primas foram o único ativo que fez perder dinheiro, de acordo com a análise da Schroders que compara a rentabilidade de seis tipos de investimento diferentes. As ações tiveram um percurso contrário.
Recomendadas

Wall Street termina dia com Nasdaq a perder mais de 1,90%

Assim, ao final do dia em Wall Street, o Dow Jones perde 1,40% para 33.947,10 pontos, o S&P 500 cede 1,79% para 3.998,70 pontos e o tecnológico Nasdaq cai 1,93% para 11.239,94 pontos. 

Euro recua após ter negociado perto de 1,06 dólares

O euro aproximou-se hoje de 1,06 dólares, mas baixou após a divulgação de dados da economia norte-americana melhores do que o esperado, que impulsionaram o dólar.

PSI encerra sessão em alta ligeira em contraste com generalidade dos mercados europeus

O banco liderado por Miguel Maya cessou o dia com ganhos de 1,23% para 0,1479 euros, seguido da NOS, com 1,21% para 3,83 euros. A Semapa terminou o dia a subir 1,90% para 13,98 euros.
Comentários