“Outros países da UE adiaram reformas e atrasaram a recuperação”, acusa Passos

O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, sustentou que Portugal e Espanha estão em recuperação económica porque nos últimos anos realizaram transformações estruturais que “outros países da União Europeia” adiaram, atrasando a recuperação geral. Numa intervenção na XXIV Cimeira Ibero-Americana, na cidade mexicana de Veracruz, Passos Coelho afirmou que “foi necessário empreender uma agenda de transformação […]

O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, sustentou que Portugal e Espanha estão em recuperação económica porque nos últimos anos realizaram transformações estruturais que “outros países da União Europeia” adiaram, atrasando a recuperação geral.

Numa intervenção na XXIV Cimeira Ibero-Americana, na cidade mexicana de Veracruz, Passos Coelho afirmou que “foi necessário empreender uma agenda de transformação que tivesse no seu núcleo impulsionador a reforma dos mercados do trabalho e do produto, trazendo mais flexibilidade e concorrência”, acrescentando: “Claro que nem todos os países da zona euro se adiantaram nesta agenda estrutural”.

“Mas é significativo que aqueles que o fizeram, como Portugal e Espanha, tiveram já neste ano de 2014 uma recuperação firme das suas economias e começaram a ver o desemprego a cair e o investimento a regressar. Apesar da recuperação lenta, o ambiente que se vive em Portugal e em Espanha é, portanto, muito diferente daqueles enfrentam outros países da União Europeia que adiaram estas transformações e que agora defrontam a recessão ou a estagnação das suas economias, atrasando a recuperação geral”, considerou o primeiro-ministro, sem esclarecer a que “outros países” se referia.

OJE/Lusa

Recomendadas

Moldova mantém neutralidade mas irá fortalecer a cooperação com a NATO

A Moldova manterá a neutralidade, mas aprofundará a sua cooperação com a NATO para garantir a sua capacidade defensiva, declarou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros da Moldova, Nicu Popescu.

Espanha e Alemanha reúnem-se em cimeira pela primeira vez desde 2013

Espanha e Alemanha celebram na quarta-feira a primeira cimeira bilateral em nove anos, que coincide com um momento de sintonia entre os dois executivos em projetos como o do gasoduto para ligar a Península Ibérica à Europa central.

CMVM: “É notório o crescimento da divergência dos padrões de poupança das famílias portuguesas”

“A poupança de longo prazo exige disciplina e empenho além de, naturalmente, um nível de rendimento que permita poupar. Esta combinação de condições ajuda a explicar o baixo nível de poupança em Portugal e em outros países que nos são próximos”, reconhece Rui Pinto.