Paddy Cosgrave não garante que a Web Summit continue em Lisboa

O fundador da Web Summit foi evasivo quando questionado sobre se garante que a Web Summit continuará a realizar-se na capital portuguesa. Mesmo assim, fala em “casamento perfeito” entre a conferência e Portugal.

Cristina Bernardo

Com a Web Summit a viver as últimas horas da edição de 2017, o fundador do evento tecnológico não garantiu a continuidade do certame em Lisboa.

Em conferência de imprensa de balanço no último dia da Web Summit, Paddy Cosgrave foi pragmático e garantiu que não tem outro foco “senão as próximas 12 horas”.

“É o mesmo se for perguntado a um jogador de ténis, no meio de uma partida, sobre o que está a pensar fazer no fim de semana, ou a um jogador de futebol, no intervalo, os planos para a próxima semana. Não tenho outro foco, senão as próximas 12 horas”, realçou o fundador do evento que, mesmo assim, quis deixar claro que voltou a existir um “casamento perfeito” entre a conferência e Portugal.

Recomendadas

Web Summit: Aumento de 56% nas compras e de 11% nos levantamentos no multibanco

A SIBS destaca que os visitantes oriundos de França foram os que efetuaram mais compras e levantamentos, representando 14,3% do total.

“Absurdo”, “ofensivo” e “disparate”: o que se disse do jantar no Panteão

O encerramento da Web Summit gerou polémica por ter tido lugar no Panteão Nacional. Apesar de a realização de eventos no local ser permitida por lei, recebeu críticas da esquerda à direita e também do próprio Presidente da República.

Quanto custou à Web Summit o jantar no Panteão Nacional?

O encerramento com os fundadores da cimeira tecnológica está a criar polémica pela escolha do local. Apesar de a utilização do Panteão ser autorizada e ter uma tabela de preços, o Governo já garantiu que não volta a acontecer.
Comentários