Pagamentos em falta no ensino superior regularizados em janeiro, adiantam reitores

Os pagamentos em falta às universidades e politécnicos devem ser feitos no início de janeiro, estando pendentes de uma reunião técnica marcada para a primeira semana do ano para acertar valores, adiantaram os reitores à Lusa.

Na reunião hoje à tarde no Ministério das Finanças, agendada para discutir o acordo de legislatura entre o Governo e as instituições de ensino superior, estiveram presentes o ministro das Finanças, Mário Centeno, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, o secretário de Estado do Orçamento, João Leão, e os representantes dos reitores das universidades e dos presidentes dos institutos politécnicos.

“Foi uma reunião muito clara. Ficou definido que o acordo é para manter e portanto importa apenas esclarecer alguns números. No início do ano existirá uma reunião de natureza técnica para confirmar esses valores. Os valores em causa, decorrentes das alterações legislativas, serão transferidos para as universidades”, disse à Lusa o presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), António Fontaínhas Fernandes, que adiantou que a reunião ficou agendada para a primeira semana de janeiro.

Recomendadas

China diz que EUA estão a enviar “sinais perigosos” sobre Taiwan

O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês deixou claro que uma escalada das atividades independentistas torna difícil um acordo pacífico, no que diz respeito a Taiwan,

Vieira da Silva desaconselha mudança da lei das pensões. “É mais sensato suspender”

Para o ex-ministro Vieira da Silva, seria mais sensato suspender a lei da atualização das pensões, não sendo este o momento para proceder a alterações à fórmula legal.

Médicos dão prazo de duas semanas para Ministério da Saúde marcar reunião

“Já fizemos seguir o pedido de reunião ao senhor ministro [da Saúde, Manuel Pizarro] e solicitámos que essa reunião se desenvolva com a celeridade que deve e estabelecemos um limite para nas próximas duas semanas sermos convocados para essa reunião”, adiantou Noel Carrilho.
Comentários