PAN Madeira faz apelo aos jovens da região para se manifestarem em defesa do ambiente

O partido considera que as escolas são os “lugares por excelência” onde se promove a educação ambiental, e “onde se devia promover e incentivar” o debate e o pensamento crítico/ livre.

O PAN Madeira enalteceu os jovens que se mobilizaram pelo fim da utilização de combustíveis fósseis em escolas e faculdades de Lisboa. A força partidária contudo mostra preocupação pelos jovens que estudam nas escolas da Região Autónoma Madeira “não sentirem necessidade ou terem medo” de se manifestarem em defesa do ambiente.

“É relevante constatar que após tantos anos de aposta em projetos como o Eco-escolas os jovens que estudam nas escolas da região não sintam necessidade ou tenham medo de se manifestar em defesa do ambiente, quando este na região tem sofrido e continua a sofrer autênticos atentados em diferentes concelhos – Estrada das Ginjas – Teleférico do Curral das Freiras – Marina do Lugar de Baixo – Lixo oceânico – falta de saneamento básico – extinção das cabras das desertas – morte dos pombos – uso de glifosatos – transporte de animais vivos em contentor – extração de inertes das ribeiras – construção descontrolada em linhas de costa – etc, etc..”, diz o partido.

O líder do PAN Madeira, Joaquim Sousa, diz que “é imprescindível investir numa economia resiliente, de zero emissões de carbono, pois penso que esta é a melhor maneira de reverter a situação de emergência climática que vivemos”.

Joaquim Sousa considerou como “autênticos heróis” os jovens que “têm tido a coragem de sair da sua zona de conforto e que lutam pela ação climática”.

O PAN Madeira apelou a que os diferentes partidos “não queiram manipular” sem se apropriar das manifestações dos jovens, que “tem dado sinais de estar fortemente comprometida com a transformação no mundo e tem interpelado os responsáveis políticos exigindo medidas concretas que lhe garantam um futuro”.

A força partidária considera que as escolas são os “lugares por excelência” onde se promove a educação ambiental, e “onde se devia promover e incentivar” o debate e o pensamento crítico/ livre.

“Foi assim na escola de Platão, no maio de 68, em Tiananmen, onde os jovens saíram à rua e tentaram mudar o mundo” e assim terá de ser perante o desafio das suas vidas, salvaguardar as condições para manter a vida na Terra”, acrescenta o PAN Madeira.

Recomendadas

Madeira: IHM renova campo de jogos do Bairro da Nazaré num investimento de 65 mil euros

A reabilitação daquele espaço e a introdução de um campo destinado à prática do Madeirabol, deverá constituir mais um polo de atração e recreio para os moradores, mas também para a população em geral.

Saiba que erros evitar na gestão das finanças pessoais

Faça um Plano Financeiro. Defina objetivos a curto, médio e longo prazo, mas que consiga cumprir. Quantifique-os e defina prazos. Calcule pequenas metas a curto prazo para os atingir e mantenha-se focado nesses objetivos, sem ser demasiado ambicioso.

Parlamento da Madeira pede inclusão das regiões autónomas no grupo que vai elaborar o Plano Estratégico da Pequena Pesca

“Para nós é fundamental que as Regiões Autónomas estejam salvaguardadas com uma presença efetiva, por forma a que possamos salvaguardar as especificidades da pequena pesca nas ilhas, que é diferente da que acontece no território continental”, aclarou Nuno Maciel.
Comentários