PAN pede suspensão de dragagens no Sado e atenção ao “turismo desregrado”

Inês Sousa Real confessou “perplexidade” com opções políticas do Governo de António Costa como a construção do novo aeroporto internacional no Montijo.

A líder parlamentar do PAN – Pessoas, Animais, Natureza, Inês Sousa Real, apelou ao primeiro-ministro António Costa a “revisitar as opções políticas” que o seu partido considera contrárias à sustentabilidade ambiental, apontando em particular a suspensão das dragagens no rio Sado. Um cenário que foi afastado de imediato pelo primeiro-ministro, que recordou o facto de ter havido um estudo de impacto ambiental prévio. “Não temos razões para suspender a obra”, rematou.

A intervenção de Inês Sousa Real no debate quinzenal realizado nesta terça-feira na Assembleia da República e dedicado ao Quadro Financeiro Plurianual da União Europeia 2021-2027 começara com críticas à proposta da presidência finlandesa no que toca à “falta de ambição e de compromisso no combate às alterações climáticas”, confessando a sua “perplexidade” com opções do Governo de António Costa que incluem, além das dragagens no Sado, a construção do novo aeroporto internacional no Montijo.

A deputada do PAN também se referiu ao “turismo desregrado” nas cidades portuguesas e ao diminuto número de contratos assinados no regime de rendas acessíveis, ouvindo do primeiro-ministro que os municípios são os melhores avaliadores da capacidade de receber mais turistas e que ainda é muito cedo para fazer um balanço de políticas de habitação que disse serem uma resposta à liberalização do mercado do arrendamento realizado pelo governo que o antecedeu.

Recomendadas

Marcelo avisa que “é preciso manter a democracia viva e repensá-la constantemente”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu hoje que “é preciso manter a democracia viva e repensá-la constantemente” para evitar o aparecimento de respostas “fora do sistema e quase à margem”.

PR espera “evolução positiva” no sentido da paz e estabilização em São Tomé e Príncipe

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou hoje preocupação face à tentativa de golpe de Estado que aconteceu em São Tomé e Príncipe, mostrando-se esperançado numa “evolução positiva” no sentido da paz.

Chega recomenda ao Governo que reconheça a Rússia como Estado “patrocinador do terrorismo internacional”

O partido de Ventura defende que está na altura de Portugal tomar uma posição em relação a esta matéria.
Comentários