Papa Francisco diz que o Natal foi “tomado refém” pelo materialismo

Na homilia na Basílica de São Pedro. o Papa disse que muitos no mundo rico tinham de ser relembrados que mensagem do Natal é a humildade, a simplicidade e o mistério.

Reuters

O Papa Francisco disse no sábado que o Natal foi “tomado refém” pelo materialismo deslumbrante, que põe Deus nas sombras e cega muitos às necessidades dos que passam fome, dos migrantes e dos perseguidos pela guerra.

Francisco disse na sua quarta homilia de Natal, após ter sido eleito em 2013, que um mundo muitas vezes obcecado por presentes, festejos e egocentrismo precisa de mais humildade.

“Se queremos comemorar o Natal de forma autêntica, precisamos contemplar este sinal: a frágil simplicidade de um recém-nascido, a mansidão de onde ele se deita, o terno carinho das vestes. Deus está lá “, disse o Papa na Basílica de São Pedro, no Vaticano

No serviço, presenciado por dez mil pessoas e de dezenas de cardeais e bispos, o Papa Francisco disse que muitos no mundo rico tinham de ser lembrados de que a mensagem do Natal é a humildade, a simplicidade e o mistério.

“Jesus nasceu rejeitado por alguns e visto por muitos outros com indiferença”, disse, segundo a agência Reuters.

“Hoje também a mesma indiferença pode existir, quando o Natal se torna uma festa onde os protagonistas somos nós mesmos, em vez de Jesus, quando as luzes do comércio lançam a luz de Deus nas sombras, quando estamos preocupados com prendas, mas frios com aqueles que são marginalizados “.

Acrescentou: “Este mundanismo tomou o Natal como refém e precisa ser libertado”.

 

Relacionadas

“Não há fronteiras que resistam a grandes desesperos”

Numa viagem pela realidade portuguesa, sem deixar de olhar para o mundo e para a Europa em particular, D. Clemente fala de perdas que a todos lesam.

Papa Francisco regressa ao Vaticano na TAP em 2017

A transportadora aérea portuguesa também transportou os três anteriores Papas nas suas visitas oficiais a Portugal.

Papa afirma que “Europa precisa de líderes”

O papa Francisco afirmou que a “Europa precisa de líderes” para continuar a defender o lema “nunca mais a guerra” dos fundadores da União Europeia, em entrevista hoje publicada no semanário católico belga Tertio.

“Histórias de Roma”: o prazer de partilhar aquilo que se ama

A sugestão de leitura desta semana da livraria Palavra de Viajante.
Recomendadas

ONU em São Tomé elogia autoridades após ataque a quartel e pede que país seja “bom aluno”

Em entrevista à Lusa, Eric Overvest declarou que o escritório da ONU em São Tomé e Príncipe acompanhou, ao longo do dia, os acontecimentos, junto das autoridades, na sequência do assalto, por quatro homens, ao quartel militar, que o primeiro-ministro, Patrice Trovoada, classificou como “tentativa de golpe de Estado”.

PremiumJoe Biden arrisca teto para o preço do petróleo russo

A decisão não conseguiu consenso na União Europeia. Moscovo adverte que pode ser o primeiro passo para uma crise petrolífera sem precedentes. Com a Ucrânia às escuras e com frio, o Kremlin acha que a NATO já está a combater a Rússia.

Ex-ministro das Finanças do Luxemburgo vai liderar fundo de resgate da zona euro

Num comunicado hoje divulgado, o fundo de resgate do euro indica que “o Conselho de Governadores do Mecanismo Europeu de Estabilidade, que junta os 19 ministros das Finanças da moeda única, nomeou hoje o ex-ministro das finanças luxemburguês Pierre Gramegna para o cargo de diretor-executivo”, que ocupa a partir de 1 de dezembro.
Comentários