Papiro arranca com entregas em 24 horas na Madeira e Açores

Estão incluídos os serviços de recolha, transporte e entregas personalizadas de encomendas ou documentação confidencial.

A Papiro Expresso, marca da Papiro dedicada à estafetagem, vai alargar o seu serviço de recolha, transporte e entregas personalizadas de encomendas ou documentação confidencial, à Madeira e aos Açores, assegurando a expedição para empresas em 24 horas.

“A Papiro dispõe de uma equipa fixa de estafetas por todo o país e alargamos agora essa oferta às ilhas, fruto da crescente procura de clientes nossos por estes serviços”, disse o CEO da Papiro, Luís Bravo.

A Papiro Expresso é especializada na “cedência de estafetas internos em outsourcing, a tempo parcial ou total, complementando a oferta com serviços de entrega personalizada de documentos confidenciais ou outros volumes, com maior incidência na grande Lisboa e Porto, e em rotas semanais programadas entre as respetivas cidades”.

A Papiro possui ainda as marcas Papiro Arquivo, “dedicada aos processos de gestão de arquivos, seja na área de custódia de arquivo físico, seja em serviços de consultoria arquivística”; a Papiro Digital, “dedicada a desenvolver e implementar soluções de apoio à transformação digital, que promovam a automatização de processos através do melhor aproveitamento de ferramentas tecnológicas, aplicadas a processos mais eficientes garantindo a segurança e rastreabilidade de toda a informação”; e a Papiro Recicla, que “abrange todos os serviços de reciclagem e destruição segura e confidencial de documentos e suportes de dados digitais”.

Recomendadas

Combustível volta a ficar mais caro na Madeira

A gasolina passa dos 1,608 para os 1,642 euros por litro, enquanto que o gasóleo passa dos 1,488 para os 1,504 euros por litro.

Inflação. Saiba porque razão tem dificuldade em lidar com o aumento do custo de vida

Para controlar a inflação, a opção do Banco Central Europeu (BCE) tem sido a de subir as taxas de juro, tendo realizado, desde o verão de 2022, um conjunto de subidas. Ao aumentar os juros, o Banco Central torna o dinheiro mais caro, logo o poder de compra das famílias diminui, o recurso ao crédito fica mais caro e é desincentivado, bem como a poupança tende a render juros mais elevados. 

Zangam-se as comadres, descobrem-se as verdades!

Se formos a analisar a agenda política do governo de Albuquerque assim que tomou posse em 2015, e analisarmos a sua agenda política atualmente, observamos uma mudança como que da noite para o dia.
Comentários