Parlamento eslovaco aprova adesão de Finlândia e Suécia à NATO

O parlamento eslovaco aprovou hoje a entrada da Suécia e da Finlândia na NATO, indicou o ministro dos Negócios Estrangeiros e Europeus, Ratislav Kacer, em mensagem no Twitter.

@BelgiumNATO/Twitter

“O Conselho Nacional da República Eslovaca acaba de aprovar a adesão da Finlândia e Suécia à NATO”, revelou.

O primeiro-ministro Eduard Heger saudou de imediato a decisão do parlamento, ao sublinhar que com estes dois países “a capacidade de defesa [da NATO] será consideravelmente reforçada”.

A adesão da Finlândia à NATO foi apoiada por 126 votos, e a da Suécia por 124 votos, na presença de 144 deputados.

A Eslováquia adiou esta votação devido a uma recente remodelação ministerial.

Para encerrar o ‘dossier’ da ratificação eslovaca será apenas necessária a assinatura da Presidente liberal Zuzana Caputova.

A invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro justificou os pedidos de adesão da Suécia e Finlândia à organização militar ocidental, pondo termo a décadas de não-alinhamento militar.

A adesão dos dois países nórdicos tem de ser legitimada pelos 30 Estados-membros da Aliança.

Após a aprovação da Eslováquia, e segundo uma listagem da NATO, restam dois países membros que ainda não ratificaram a adesão, a Hungria e a Turquia.

Recomendadas

União Europeia volta a discutir entrada dos Balcãs

A região está sob fogo: os desentendimentos entre Sérvia e Kosovo, a crise institucional no Montenegro ou as grandes dificuldades vividas na Bósnia-Herzegovina. Poucos acreditam que a União possa dar resposta a tudo.

Tunísia: eleições a 17 de dezembro deixam o país indiferente

As primeiras eleições legislativas sob a nova Constituição tunisina colocam sérias dúvidas sobre o seu caráter democrático. A comunidade internacional está na expectativa e internamente o desinteresse parece ser geral.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta segunda-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta segunda-feira.
Comentários