Parlamento Europeu debate na quarta-feira os ‘Pandora Papers’

A sessão plenária sobre esta investigação realiza-se depois de amanhã partir das 15h00 (hora local), em Estrasburgo.

O Parlamento Europeu (PE) vai debater esta quarta-feira os ‘Pandora Papers’, a investigação do consórcio de jornalistas que revelou os segredos financeiros de 35 antigos e atuais líderes mundiais e de mais de 300 políticos/funcionários públicos, na sessão plenária que esta semana se realiza em Estrasburgo.

Depois de ontem serem postos a descoberto os esquemas de centenas de personalidades mundiais usados para esconder fortunas de milhares de milhões em paraísos fiscais, os eurodeputados decidiram adicionar à agenda da sessão plenária uma discussão sobre este tema com o Conselho Europeu e a Comissão Europeia.

O debate sobre os chamados ‘Pandora Papers’ realiza-se depois de amanhã, às 15h00 locais (14h00 em Lisboa), mas a assembleia europeia só votará uma resolução sobre o assunto na sessão plenária de 18 a 21 de outubro.

Nos ‘Pandora Papers’ estão três portugueses: Manuel Pinho, Nuno Morais Sarmento e Vitalino Canas. A investigação, na qual o semanário “Expresso” está envolvido, expôs que Manuel Pinho era o beneficiário de três offshore e transferiu o dinheiro para uma delas quando quis comprar um apartamento em Nova Iorque, que o vice-presidente do PSD foi beneficiário de uma offshore registada nas Ilhas Virgens Britânicas que serviu para comprar uma escola de mergulho e um hotel em Moçambique e Vitalino Canas teve uma procuração passada para atuar em nome de uma companhia, também nesta zona das Caraíbas, para abrir contas em Macau.

“Os eurodeputados vão avaliar o que tem sido feito e apelar ao reforço das medidas para combater as práticas fiscais prejudiciais e para concretizar a união bancária. Na quarta-feira à tarde, o PE vai debater dois relatórios da comissão parlamentar dos Assuntos Económicos e Monetários relativos à reforma da política da UE sobre práticas fiscais prejudiciais, incluindo a reforma do Grupo do Código de Conduta, e sobre a União Bancária (relatório anual de 2020)”, adianta ainda o PE.

Relacionadas

‘Pandora papers’. Investigação sobre paraísos fiscais identifica três políticos portugueses (com áudio)

A nova investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação identifica três políticos portugueses com “segredos financeiros”, políticos que o semanário Expresso diz serem Manuel Pinho, Nuno Morais Sarmento e Vitalino Canas.

“Pandora Papers”. Do rei Abdallah II a Andrej Babis, consórcio de jornalistas revela que 14 líderes mundiais esconderam fortuna

A investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação revela que há 14 líderes mundiais no ativo que escondem fortunas de milhares de milhões de dólares para não pagarem impostos.

Pep Guardiola apanhado nos ‘Pandora Papers’

Enquanto treinava o Barcelona, o antigo jogador manteve a conta aberta e fora dos radares das finanças. A investigação do Consórcio de jornalistas mostra que Pep Guardiola era ainda procurador de uma sociedade no Panamá que visava esconder a conta em Andorra.
Recomendadas

Paciência zero para a política Covid zero na China. Ouça o podcast a “A Arte da Guerra”

A política de Covid zero começa a fazer mossa na China com o confinamento de centenas de milhões de pessoas a desencadear protestos pouco comuns na presidência de Xi Jinping. Os incidentes diplomáticos no Qatar e a perseguição aos curdos por parte de Erdogan são também temas em análise.

Partidos votam contra ensino do português no estrangeiro gratuito

O único dos nove diplomas sobre ensino do português no estrangeiro que acabou por ser aprovado foi um projeto de resolução da iniciativa do Partido Socialista (PS).

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.
Comentários