Parlamento Europeu denuncia deterioração dos direitos das mulheres no Afeganistão

O Parlamento Europeu (PE) denunciou hoje a deterioração dos direitos das mulheres no Afeganistão sob o regime talibã e assegurou que o respeito dos seus direitos deve ser condição para que a comunidade internacional mantenha contactos com os talibãs.

Através de uma resolução aprovada com 532 votos a favor, o PE criticou a regressão dos direitos das mulheres no país e os ataques contra instituições escolares que acolhem raparigas, e que se agravaram após o regresso dos talibãs ao poder em agosto de 2021, na sequência da retirada militar dos Estados Unidos.

Nesse sentido, os eurodeputados pediram aos talibãs que garantam a participação das mulheres na vida pública e que a comunidade internacional coloque esta prática como condição para dialogar com Cabul, e ao recordar as promessas dos talibãs quando chegaram ao poder sobre o regresso das mulheres ao sistema de ensino.

A resolução lamenta que o acesso à informação se tenha tornado mais difícil no Afeganistão, para além de uma crescente pressão sobre diversas organizações da sociedade civil.

Recomendadas

Conselho de Ministros moçambicano aprova criação de fundo soberano

O Conselho de Ministros moçambicano aprovou hoje a criação do fundo soberano do país, cuja capitalização deverá arrancar com as receitas deste ano da plataforma Coral Sul, que começou a exportar gás do Rovuma há duas semanas.

Ucrânia: Alemanha garante apoio ao sector energético e entrega “mais de 350 geradores”

A Alemanha vai fornecer “mais de 350 geradores” à Ucrânia, afetada pelos ataques russos contra as suas infraestruturas de energia nas últimas semanas, divulgou hoje o porta-voz do Governo alemão.

Venezuela prepara acordos com petrolífera Chevron após alívio de sanções

A Venezuela anunciou hoje que vai assinar, nas próximas horas, acordos com a petrolífera norte-americana Chevron para impulsionar o desenvolvimento local de empresas mistas (capital público e privado) e a produção de petróleo.
Comentários