Parlamentos da Madeira e dos Açores defendem alargamento dos apoios nacionais às empresas das ilhas

Esta medida “visa estender às regiões autónomas um apoio nacional às empresas, consagrado no diploma que fixa o salário mínimo nacional. Um apoio que neste momento está consagrado apenas para o território continental”, salientou o deputado do PSD Brício Araújo, presidente da comissão Especializada de Administração Pública, Trabalho e Emprego da Assembleia Legislativa da Madeira.

A Comissão Especializada de Administração Pública, Trabalho e Emprego da Assembleia Legislativa da Madeira (ALRAM) deu, esta terça-feira, parecer favorável à Proposta de Lei da Assembleia Legislativa dos Açores que aprova a atualização do valor da retribuição mínima mensal garantida às empresas das ilhas e cria uma medida excecional de compensação.

Esta medida “visa estender às regiões autónomas um apoio nacional às empresas, consagrado no diploma que fixa o salário mínimo nacional. Um apoio que neste momento está consagrado apenas para o território continental”, salientou o deputado do PSD Brício Araújo, presidente da comissão.

Deste modo, o parlamento madeirense avança, à semelhança da Assembleia dos Açores, com um diploma que propõe à Assembleia da República a alteração da Lei “por forma a que as empresas madeirenses e açorianas possam beneficiar do mesmo apoio que é dado às empresas nacionais, por via da subida do salário mínimo nacional”, acrescentou ainda Brício Araújo.

Segue também para Assembleia da República a proposta de lei “Sobre a atribuição de Subsídio de Insularidade”.

Alem disso, deputados madeirenses desta comissão consideraram ainda elegível para debate a proposta de secreto legislativo regional que visa a criação da Agência de Inovação e Modernização da Região Autónoma da Madeira, IP-RAM (AIM, IP-RAM).

Foram ainda remetidos para análise alargada os projetos de resolução do PCP intitulados “Reconhece a penosidade e risco da profissão de enfermagem e recomenda ao Governo Regional que tome medidas para a definição e regulamentação de um regime laboral específico para os enfermeiros” bem como o projeto “Procede à regulamentação do Programa de Ocupação Temporária de Desempregados”.

Também do PCP, seguiu para debate no hemiciclo o projeto de decreto legislativo regional que pretende criar um plano regional que combata os falsos recibos verdes.

 

 

Recomendadas

Companhia aérea espanhola Binter inaugura três novas rotas a partir da Madeira

A companhia aérea espanhola Binter inaugura este fim de semana um programa especial de verão na Madeira, realizando duas novas ligações diretas às Canárias e uma a Marrocos

Funchal: Coligação Confiança lamenta chumbo da proposta para estender manuais escolares gratuitos ao secundário

O Vereador Miguel Silva Gouveia destaca que com esta reprovação da proposta da Confiança, os estudantes do ensino secundário do Funchal não terão acesso a manuais escolares gratuitos no próximo ano letivo 2022/2023, nem sabem quando é que esse direito, que já é uma realidade a nível nacional, se cumprirá na Madeira.

Deco diz que a crise é uma realidade e os consumidores enfrentam cada vez mais dificuldades

A atuação da Deco passa pela análise da situação específica do consumidor com dificuldades financeiras ou endividado e pelo contacto com as entidades credoras com o objetivo de efetuar uma reestruturação dos contratos de crédito/dívidas e encontrar formas que permitam ao consumidor cumprir com as suas obrigações.
Comentários