Parques de Sintra é melhor PME de 2015

A Parques de Sintra foi eleita a melhor Pequena e Média Empresa (PME) de 2015 no setor de serviços, figurando em 342º no ranking das 1000 melhores da revista Exame


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

A revista elege desde 1995 as melhores PME em 24 setores de atividade diferentes, sendo que a Parques de Sintra lidera a lista do setor de serviços, que inclui 46 empresas desta dimensão.

A distinção, que a empresa recebe pela primeira vez, é atribuída através da análise do relatório e contas de cada uma das empresas, sendo aplicado um modelo de cálculo com base na análise de dados e rácios financeiros que leva à atribuição de pontos a cada uma.

Em comunicado, a Parques de Sintra esclarece que não recebe contributos do Orçamento do Estado, dependendo apenas das receitas que advêm das visitas, lojas, cafetarias e aluguer de espaços para eventos, candidatando, sempre que possível, alguns investimentos a fundos nacionais e europeus.

Desde a sua criação em 2000, que a empresa tem vindo a crescer, apresentando em 2014 um total de 17,6 milhões de euros de receitas e um investimento global de 4,1 milhões de euros na recuperação do património natural e edificado que gere.

Para garantir que o ranking das 1000 PME e a eleição das melhores empresas em cada setor é rigoroso, a Exame associou-se à Informa D&B, líder mundial de informações comerciais, responsável pela recolha dos dados, e à Deloitte, que os auditou.

OJE/Foto Wilson Pereira

Recomendadas

OPEP retoma reuniões presenciais perante medo de recessão internacional

A OPEP+, o grupo integrado pelos membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e aliados, reúne-se quarta-feira pela primeira vez presencialmente desde março de 2020, num momento em que crescem os receios de uma recessão internacional.

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

“Café com o CEO”. Assista à conversa com o Dr. Luís Teles, em direto a partir de Luanda

“Café com o CEO” é uma iniciativa promovida pela empresa angolana E.J.M, fundada por Edivaldo Machado em 2012, que procura dar a conhecer os líderes que estão a dar cartas em Angola e outros países da Lusofonia. Assista à sessão em direto de Luanda, capital angolana.