PremiumPartidos fazem contenção de custos na ‘rentrée’

PS e PSD optam por eventos minimais, sob a lógica de contenção de custos. BE debate a sua agenda política em Leiria. CDS-PP vai para o Norte. PCP arranca como sempre na tradicional Festa do Avante!

Festa do PS em Caminha sob lógica de contenção de custos
A rentrée do PS está agendada para o dia 25 de agosto, em Caminha, onde se realizará a Festa de verão do partido. O evento será este ano limitado pela redução de custos, no âmbito da gestão implementada por Luís Patrão, secretário nacional do PS e membro da comissão permanente responsável pelo pelouro da administração e finanças, o qual conseguiu voltar a equilibrar as contas do partido.

A Festa de verão do PS vai contar com apenas dois oradores, ao fim da tarde, num evento que não inclui jantar. Na abertura vai discursar o presidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves. Seguir-se-á, a encerrar, o secretário-geral do PS e atual primeiro-ministro, António Costa.

 

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

PremiumPutin une extremos na oposição ao Ocidente

As franjas mais extremas europeias convergem no apoio a Putin, unidas por um antiamericanismo reforçado, à esquerda, por uma orfandade do comunismo soviético e, à direita, pela admiração por um regime iliberal e autocrático.

PremiumPara saudar o regresso de um majestoso Jaen

Serve este texto para saudar a aposta de um produtor do Dão, a Caminhos Cruzados, integrada há cerca de dois anos no grupo da Quinta da Pacheca (no Douro), na comercialização de um monovarietal de uma das castas mais singulares que se produzem em Portugal: a Jaen (Mencia, em Espanha). Há quem diga que em relação à Jaen, ou se ama ou se detesta.

PremiumFada ou bruxa? Uma duquesa que incomoda muita gente

Sociopata narcisista”. Uma classificação nada abonatória, mas é assim que é descrita Meghan Markle por ex-funcionários do Palácio de Buckingham que trabalharam para os duques de Sussex, segundo o que é revelado no novo livro de Valentine Low, que escreve sobre assuntos reais para o “The Times”.
Comentários