Paulo Macedo vai ser o terceiro banqueiro mais bem pago do país

O novo administrador da CGD terá salário de 432 mil euros anuais de remuneração fixa.

O futuro administrador da Caixa Geral de Depósitos (CGD), Paulo Macedo, vai ganhar tanto como António Domingues ganhava, o que o coloca em terceiro lugar no ranking dos banqueiros mais bem pagos de Portugal.

Segundo o Diário de Notícias, António Vieira Monteiro, presidente do banco Santander Totta, lidera a lista de banqueiros com 568 mil euros de remuneração anual fixa, valor a que veio somar 225 mil euros em variáveis.

Fernando Ulrich gestor do BPI aparece em segundo lugar no pódio a mais de 100 mil euros de distância de António Vieira Monteiro. Ulrich terá recebido do BPI 462 mil euros de salário fixo, além de 122,7 mil euros em variáveis.

Com um salário de 432 mil euros anuais, Paulo Macedo ultrapassa o Nuno Amado e António Ramalho, respetivamente CEO do BCP e do Novo Banco, a quem os bancos pagam cerca 385 mil euros de salário anual.

A proposta de manter a remuneração do anterior administrador da CGD, António Domingues, terá partido do próprio Governo de António Costa, que terá ignorado a iniciativa do Bloco de Esquerda e do PCP para baixar o salário previsto para o cargo.

Recomendadas

Fitch melhora perspetiva do rating do BCP

A mudança de perspectiva para o rating do BCP reflete, em parte, uma maior clareza em torno do provisionamento necessário para cobrir os riscos legais do Bank Millennium com empréstimos hipotecários denominados em francos suíços, na Polónia.

Sindicatos dos Quadros e SIB pedem apoio extraordinário para bancários no ativo

Ainda sobre as medidas do Governo de apoio para fazer face à inflação, o Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) e o SIB (Sindicato Independente da Banca) pedem parecer sobre constitucionalidade do apoio aos pensionistas e exigem apoio extraordinário para bancários no ativo.

Rácio de crédito malparado na banca melhora para 3,4% no segundo trimestre

A queda “reflete a diminuição dos NPL (-4,0%) e o aumento dos empréstimos produtivos (+1,8%)”, explica o supervisor da banca. A rentabilidade também melhorou.
Comentários