PCP defende reconhecimento do papel dos bombeiros

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, defendeu hoje o reconhecimento do papel dos bombeiros e o seu lugar na coordenação para defender bens e pessoas.

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, defendeu hoje o reconhecimento do papel dos bombeiros e o seu lugar na coordenação para defender bens e pessoas.

“Tivemos há pouco a notícia de que as associações de bombeiros resolveram sair do sistema de Proteção Civil, não há sistema de Proteção Civil sem os bombeiros, sem o reconhecimento do seu papel e lugar na coordenação para defender bens e pessoas”, afirmou Jerónimo de Sousa, em Vila Real.

A Liga dos Bombeiros Portugueses decidiu hoje, em Santarém, “abandonar de imediato” a estrutura da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), um “corte radical” de protesto contra os diplomas sobre as estruturas de comando aprovados pelo Governo.

Numa primeira reação a esta tomada de posição dos bombeiros, o secretário-geral disse que o PCP defende o “reconhecimento que é devido aos bombeiros portugueses”.

Jerónimo de Sousa falava durante o encerramento da 9.ª Assembleia de Organização Regional de Vila Real do Partido Comunista Português que decorreu hoje sob o lema “Reforçar o PCP. Valorizar a Região. Sim é possível!”.

Recomendadas

Aeroporto: Marcelo saúda convergência e espera obras em marcha antes do fim do mandato

Marcelo Rebelo de Sousa afirmou que espera terminar o mandato, em março de 2026, “com a alegria de ver não só escolhida uma localização, não só começada a obra do aeroporto.

PR nos EUA: Marcelo chegou a San Diego onde não ia um Presidente português há 33 anos

“Há 30 anos que não vinha cá um Presidente, 33 anos, é uma conta certa, é capicua”, assinalou Marcelo Rebelo de Sousa à chega a San Diego.

PS acusa PSD de “cortejar” um partido de extrema-direita

“O PSD fez um apelo à votação num vice-presidente à Assembleia da República num partido de extrema-direita. Não podemos deixar passar em branco”, realçou João Torres, referindo-se ao apelo que o partido laranja fez em relação ao “vice” do Parlamento do Chega.
Comentários