PCP pede maior abrangência e reforço de verbas para o complemento regional de reforma

O PCP reivindicou que para reformados e pensionistas com rendimento inferior a 25% do salario mínimo e um rendimento per capita de 6 mil e 500 euros, tenham 100 euros de complemento. Já para aqueles que têm uma reforma inferior ao salario mínimo e um rendimento per capita de 9 mil e 100 euros, beneficiem de um complemento de reforma de 65 euros.

Créditos: Élvio Fernandes

O PCP reivindicou mais verbas e uma maior abrangência no complemento regional de reforma, durante a discussão na especialidade do Orçamento Regional da Madeira e do Plano e Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração da Região Autónoma da Madeira (PIDDAR), que decorre esta quinta-feira na Assembleia Legislativa da Madeira.

O deputado do PCP, Ricardo Lume, alertou para o aumento do desemprego, que se tem verificado com a pandemia, e recordou dados do executivo regional, que apontam que apenas 30% dos desempregados recebem subsídio de desemprego.

Ricardo Lume pediu uma maior abrangência e reforço de verbas no complemento regional de reforma. O deputado do PCP reivindicou que para reformados e pensionistas com rendimento inferior a 25% do salario mínimo e um rendimento per capita de 6 mil e 500 euros, beneficiem de 100 euros de complemento.

Já para aqueles que têm uma reforma inferior ao salario mínimo e um rendimento per capita de 9 mil e 100 euros, beneficiem de um complemento de reforma de 65 euros.

O deputado do PCP disse que quando “estamos na tempestade, e não vemos luz, o problema ou é do farol ou do faroleiro”, e alertou que a “região vive tempos difíceis”.

Ricardo Lume afirmou que existem “graves problemas” nas relações laborais, e lembrou que o PCP tem falado da importância de entidades como a inspeção e autoridade do trabalho, que tem feito um “trabalho importante”, mas que precisam de dar uma “melhor resposta nesta área”.

Recomendadas

Secretário da Economia considera que a Madeira tem “os melhores indicadores económicos de sempre”

A expetativa do governante é de que este ano a região melhore esses resultados, atingindo um novo máximo no PIB, e atraindo mais visitantes e comércio.

Grupo SATA integra projeto Cluster Grace Açores

Associados e membros do cluster partilham boas-práticas e desenvolvem sinergias com o objetivo de colocar os temas da Agenda 2030, 2050 e ESG (Environmental, Sustainability and Governance) como prioritários nas agendas das empresas.

Madeira: IHM renova campo de jogos do Bairro da Nazaré num investimento de 65 mil euros

A reabilitação daquele espaço e a introdução de um campo destinado à prática do Madeirabol, deverá constituir mais um polo de atração e recreio para os moradores, mas também para a população em geral.
Comentários