PremiumPedro Siza Vieira: “A Europa tem que ter a capacidade de criar outra relação com África”

Com a Europa a enfrentar uma escalada de inflação, Siza Vieira considera que as empresas portuguesas conseguiram, nos últimos anos, criar mais competências e mais competitividade que deixaram o país mais bem preparado para fazer face a uma eventual crise no próximo ano.

O antigo ministro Adjunto e da Economia esteve em Luanda, na apresentação do relatório “Banca em Análise” da consultora Deloitte e defende que a Europa deve, no atual contexto, olhar a relação com África com outros olhos.

Em entrevista à Forbes África Lusófona e ao Jornal Económico, o agora sócio da sociedade de advogados PLMJ defende que Portugal está mais bem preparado para fazer face a crises.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Portugal “acompanha” declaração condenatória da UE sobre eleições na Guiné Equatorial

“Com a proclamação dos resultados definitivos das eleições presidenciais, legislativas e municipais pelo Tribunal Constitucional da República da Guiné Equatorial, conclui-se o processo eleitoral. A este respeito, Portugal acompanha as declarações emitidas pelas organizações que integra – CPLP e UE”, fez saber o Ministério dos Negócios Estrangeiros numa nota hoje divulgada no Portal Diplomático.

Presidente da República de São Tomé e Príncipe pede investigação e responsabilização de culpados de mortes após ataque a quartel

Após o ataque de sexta-feira da semana passada ao quartel militar, numa ação classificada como “tentativa de golpe de Estado” pelas autoridades são-tomenses, o Presidente esclareceu que as “investigações prosseguem no sentido do apuramento geral da verdade”.

Sindicato dos Jornalistas da Guiné-Bissau afirma que novas licenças são “forma civilizada” de acabar com imprensa

O Governo guineense publicou, com data de 18 de outubro, um despacho conjunto dos ministros das Finanças, Ilídio Vieira Té, e da Comunicação Social, Fernando Mendonça, no qual fixa novos valores para aquisição de alvarás para atividades de radiodifusão, televisão, jornais e filmagens no país.
Comentários