Pegasus Airlines fechou o primeiro empréstimo a prazo com garantia de sustentabilidade

Os termos do financiamento são indexados às realizações futuras da Pegasus Airlines em relação a dois ambiciosos Indicadores Chave de Desempenho (KPIs) vinculados à sustentabilidade: intensidade de carbono dos voos e diversidade de género em cargos de gestão.

A britânica Pegasus Airlines anunciou em comunicado que fechou o primeiro empréstimo a prazo com garantia de sustentabilidade (sustainability-linked aircraft-secured term loan).

Trata-se de um empréstimo a prazo garantido que foi garantido pelo UK Export Finance para o financiamento de dez novas aeronaves Airbus A321neo.

A transação foi liderada pelo Societe Generale, atuando como organizador global (global arranger), estruturador de sustentabilidade (sustainability structurer), agente facilitador do empréstimo sindicado e security trustee.

Esta é a primeira linha de crédito para exportação de aeronaves incorporando recursos vinculados à sustentabilidade, bem como o maior empréstimo a prazo vinculado à sustentabilidade garantido por aeronaves feito até o momento. E é o primeiro a ser verificado por uma Segunda Opinião fornecida por uma agência independente de classificação ESG.

Os termos do financiamento são indexados às realizações futuras da Pegasus Airlines em relação a dois ambiciosos Indicadores Chave de Desempenho (KPIs) vinculados à sustentabilidade: intensidade de carbono dos voos e diversidade de género em cargos de gestão.

A Pegasus Airlines, que se comprometeu a atingir emissões líquidas zero até 2050, atingirá os seus objectivos ambientais através da optimização da frota, eficiência das operações, e utilização sustentável dos combustíveis da aviação.

Recomendadas

“É importante pensar na estratégia do que se quer para a TAP”, refere administrador da Vila Galé

Gonçalo Rebelo de Almeida considera que é necessário perceber se Portugal quer transformar a TAP numa companhia mais pequena só a Europa ou se o país quer continuar a apostar no seu crescimento.
TAP

Finanças desconheciam bónus de três milhões acordado com CEO da TAP

O antigo ministro João Leão não teve conhecimento do montante do bónus da CEO da TAP que consta do contrato assinado a 8 de junho de 2021.

Premium“Vamos continuar a trabalhar as duas marcas em separado”

Neves e Almeida e CEGOC vão trabalhar em autonomia e com equipas de gestão próprias, mantendo a identidade de cada marca.
Comentários