Pelo menos quatro cartas com explosivos detetadas em Espanha, uma enviada a Sánchez

A sede do Governo espanhol recebeu, na semana passada, um envelope com explosivos dirigido ao primeiro-ministro, similar aos identificados na quarta-feira e hoje na embaixada da Ucrânia em Madrid, numa empresa de armamento e numa base militar.

Um comunicado do Ministério da Administração Interna de Espanha divulgado hoje revela “a intercetação de um envelope com material pirotécnico dirigido ao presidente do Governo”, Pedro Sánchez, em 24 de novembro.

“O envelope e o seu conteúdo são similares aos recebidos esta quarta-feira na Embaixada da Ucrânia em Madrid e na sede em Saragoça da empresa Instalaza, assim como um quatro envio intercetado esta madrugada na Base Aérea de Torrejón de Ardoz (Madrid)”, lê-se no comunicado do Governo espanhol.

Fontes policiais e do Governo citadas pelos meios de comunicação social espanhóis referem um quinto envelope, detetado hoje no correio enviado ao Ministério da Defesa.

O Ministério da Administração Interna convocou uma conferência de imprensa para esta manhã para dar mais informações sobre estes casos.

Recomendadas

Presidente croata condena envio de armas ocidentais para a Ucrânia

Zoran Milanovic criticou as políticas ocidentais em relação à Rússia mas também a forma como a Europa está a atuar nos Balcãs. O presidente adverte que é a Europa e não os Estados Unidos que está a pagar a fatura da guerra.

Ucrânia. Presidente checo apoia entrada na NATO e ajuda militar “quase sem limites”

Petr Pavel disse que a ajuda militar à Ucrânia deve acontecer “quase sem limites”, mas tem dúvidas de que os caças F-16 possam chegar a tempo de ajudarem a defender o território ucraniano.

Ucrânia. Joe Biden nega envio de caças F-16 para apoiar na guerra

O presidente dos EUA deixou a garantia de que não vai enviar aquelas aeronaves de combate. Por outro lado, o presidente francês reúne hoje com o ministro da Defesa ucraniano e fez saber que não tomou ainda uma decisão.
Comentários