E a Personalidade do Ano do observatório Má Despesa Pública é…

“É exemplar quanto à forma como é gerido o dinheiro”, enaltece o observatório.

Diogo Gaspar, ex-director do Museu da Presidência da República, foi eleito Personalidade do Ano pelo Má Despesa Pública, observatório de denúncia de maus exemplos de gestão do dinheiro público. “O caso de Diogo Gaspar é exemplar quanto à forma como é gerido o dinheiro e o património público. É que foram apreendidos pela Polícia Judiciária em casa do director de Diogo Gaspar e de amigos seus móveis antigos, tapeçarias e quadros foram alguns dos objectos do espólio do Museu da Presidência da República. Além disso, soube-se que empresas do ex-director trabalhavam para a própria Presidência da República, sem qualquer controlo”, revela o Observatório.

Na lista de maus exemplos estão ainda a autarquia de Almada (Autarquia do Ano), Banco de Portugal (Instituição do Ano), faqueiros do Ministério dos Negócios Estrangeiros (Compra do Ano), Piscina de ondas de Portel (Obra do Ano) e autarquia de Felgueiras em Moçambique (Viagem do Ano).

Na lista de bons exemplos encontra-se a Câmara Municipal de Paredes de Coura (Entidade Pública do Ano), por ter decidido acabar com o fogo-de-artifício no pico dos fogos e destinar essa despesa para apoiar os bombeiros, e Marcelo Rebelo de Sousa eleito Bom Exemplo – Personalidade do Ano. Desde 2012 que o Má Despesa alertava os leitores e a Presidência da República para a necessidade de o Palácio de Belém ser transparente nas suas despesas. Sucederam-se os apelos a que os contratos, à semelhança de outras entidades públicas, fossem publicados.

Recomendadas

FMI estima que a espiral de salários-preços ainda é um “risco limitado”

A ausência de uma espiral preços-salários não deve levar os líderes a não agirem para combater a inflação persistente, considera ainda o Fundo Monetário Internacional.

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.
Comentários