Peru: Governo fecha atração turística de Machu Picchu

Ministério da Cultura justifica o encerramento dos trilhos incas e da cidadela com “a situação social” e para “preservar a integridade dos visitantes”.

Fotografia de Willian Justen de Vasconcellos via Unsplash

O Peru fechou a atração turística de Machu Picchu, uma cidadela inca, devido à crise que assola o país desde dezembro, anunciou hoje o Governo.

Em comunicado, o Ministério da Cultura justifica o encerramento dos trilhos incas e da cidadela, construída no século XV, com “a situação social” e para “preservar a integridade dos visitantes”.

A via férrea, meio de chegar ao local, está cortada há vários dias devido a danos provocados por manifestantes.

Pelo menos 400 turistas, incluindo 300 estrangeiros, estão retidos perto da atração turística, em Aguas Calientes.

Outros decidiram, em alternativa, caminhar várias horas até Piscacucho, aldeia mais próxima de Machu Picchu ligada à rede viária.

O Peru tem assistido desde dezembro a violentos protestos depois de a Presidente Dina Boluarte (ex-vice-Presidente) ter assumido a chefia do Estado na sequência da destituição pelo Congresso do então Presidente, Pedro Castillo, acusado de tentar executar um golpe de Estado ao anunciar a dissolução deste órgão.

Os protestos já provocaram pelo menos 59 mortos e centenas de feridos desde 07 de dezembro.

Recomendadas

Rio de Janeiro “tem os melhores índices de segurança dos últimos 10 anos”

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro afirmou este sábado, em entrevista à agência Lusa, que “os índices de segurança do estado são os melhores dos últimos 10 anos”.

Brasil “precisa de gastar bem o pouco recurso que tem disponível”

A ministra do Planeamento e Orçamento brasileira, Simone Tebet, defendeu este sábado em Lisboa a aprovação da reforma tributária, o controlo do défice e um plano económico para os próximos quatro anos como as “três grandes missões” do Governo.

PremiumBoris Pistorius, o novo ministro à Defesa da Alemanha

Segundo adiantam alguns especialistas, no fim da guerra na Ucrânia a Rússia continuará no mesmo lugar onde está hoje. Por maioria de razão, o mesmo acontecerá com a Alemanha.
Comentários