Davos: Economistas indicam possibilidade de recessão económica para 2023

Dois terços dos economistas entrevistados concluem que existe possibilidade de uma recessão económica este ano

Economistas dos sectores público e privado esperam uma recessão económica global em 2023, segundo declarações do organizador do Fórum Económico Mundial (WEF, siga inglês) em Davos. A conclusão chegou depois da entrevista a várias economistas, com dois terços dos inquiridos a acreditarem num futuro económico mais difícil, enquanto um terço acredita que será muito improvável que a recessão aconteça este ano.

A investigação, semelhante à realizada no ano anterior, revelou que o dobro de inquiridos (18%) consideram provável esta recessão acontecer este ano. Esta pesquisa foi baseada em 22 respostas de um grupo de economistas seniores de agências internacionais, incluindo o Fundo Monetário Internacional.

O WEF é uma organização sem fins lucrativos funciona como um catalisador de ideias e publica uma vasta gama de relatórios sobre questões relevantes no campo da competitividade, riscos globais e planeamento de cenários. Este é um evento que se realiza todos os anos e que reúne os principais lideres empresariais, políticos, intelectuais e jornalistas para discutir as questões mais urgentes que o mundo enfrenta, nomeadamente na saúde e no meio-ambiente.

Relacionadas

Fragmentação severa da economia mundial custa 7% ao PIB, segundo FMI

Na sua análise o FMI diz que “de facto, mesmo quando precisamos de mais cooperação internacional em múltiplas frentes, estamos perante o espectro de uma nova Guerra Fria que pode ver o mundo fragmentar-se em blocos económicos rivais. Isto será um erro de política colectiva que deixará todos mais pobres e menos seguros”.

JE Bom Dia. Arranca o Fórum Económico Mundial de Davos

O Fórum Económico Mundial de Davos arranca esta segunda-feira. Este encontro reúne cerca de 2.500 chefes de estado e de governo, CEO de empresas, representantes da sociedade civil mas também meios de comunicação de todo o mundo. 

Fórum de Davos começa hoje com participação recorde de líderes

O título da reunião deste ano é “Cooperação num mundo fragmentado”, adequado para procurar soluções para a atual crise económica, energética e de alimentos, segundo a organização.
Recomendadas

Governo diz que concurso internacional para SIRESP permitiu economizar 30% da despesa prevista

As empresas vencedoras do concurso público internacional foram a Motorola, NOS, OMTEL, No Limits, Moreme e Altice Labs.

“Valorização dos salários é crítica”, reconhece ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social

Ana Mendes Godinho garante que o governo continuará a implementar medidas suplementares para a valorização do salário e, nesse sentido, anunciou que já em março vai ser lançada uma iniciativa dirigida às empresas que contratem jovens com contratos permanentes e um valor mínimo de 1.320 euros de vencimento. As empresas serão apoiadas pelo Estado no pagamento desse vencimento.

Descida da inflação permite corte de 2,5% em Angola

A consultora Oxford Economics Africa considerou este sábado que a descida da inflação para 12,2% durante este ano dará espaço ao banco central de Angola para descer a taxa de juro para 250 pontos base.
Comentários