Petrobras anuncia investimento de 62,8 mil milhões de euros até 2022

Petrolífera estatal brasileira informou que investirá 74,5 mil milhões de dólares (62,8 mil milhões de euros) entre os anos de 2018 e 2022.

A nova versão do plano de negócios da empresa indicou uma ligeira subida de 0,5% na previsão de investimento em relação às projeções do ano passado relativas ao período 2017-2021.

No comunicado em que apresentou os principais pontos do seu novo plano de negócios, a Petrobras afirmou que continua a dar prioridade aos projetos de exploração e produção de petróleo no Brasil.

A companhia espera alcançar “uma produção total de óleo e gás, no Brasil e no exterior, de 3,55 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) em 2022, sendo 2,88 milhões de barris por dia (bpd) de óleo e líquido de gás natural (LGN) no Brasil, já considerando os investimentos, as parcerias e os desinvestimentos”.

Se alcançar este objetivo, a produção da empresa deverá crescer 30% no período.

Do total de investimentos anunciados no plano, 60,3 mil milhões dólares (50,8 mil milhões de euros) serão destinados a projetos de exploração e produção de petróleo, sendo que deste montante 77% irão para a área de desenvolvimento de projetos, 11% para exploração e 12% para projetos de infraestrutura.

A área de gás natural deve receber investimentos de 13,1 mil milhões de dólares (11 mil milhões de euros), montante do qual 66% serão aplicados em refino, transporte e comercialização, 28% em projetos de gás natural e energia e outros 6% em distribuição de biocombustíveis.

Em relação aos custos operacionais, a companhia disse que continuará com esforços de redução, prevendo um montante de 136,8 mil milhões de dólares (115,3 mil milhões de euros) de gastos operacionais gerenciáveis no plano para 2018-2022.

A Petrobras afirmou também que o seu programa de parcerias e desinvestimentos atingiu o valor 13,6 milhões e dólares (11,4 mil milhões de euros) no biénio 2015-2016. Já para o biénio 2017-2018 a meta é de 21 mil milhões de dólares (17,7 mil milhões de euros).

“Essas iniciativas, associadas a uma geração operacional de caixa estimada em 141,5 mil milhões de dólares (119,3 mil milhões de euros), após dividendos, permitirão à Petrobras realizar seus investimentos e reduzir seu endividamento, sem necessidade de novas captações líquidas no horizonte do Plano”, destacou a empresa.

A estatal brasileira divulgou ainda que tem o objetivo de diminuir a relação entre sua dívida e sua geração de caixa anual em 2,5 vezes em dezembro de 2018.

“O objetivo é que o indicador seja declinante e convergente, até 2022, com a média mundial das principais empresas do setor”, concluiu a Petrobras.

Recomendadas

Moldova mantém neutralidade mas irá fortalecer a cooperação com a NATO

A Moldova manterá a neutralidade, mas aprofundará a sua cooperação com a NATO para garantir a sua capacidade defensiva, declarou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros da Moldova, Nicu Popescu.

Espanha e Alemanha reúnem-se em cimeira pela primeira vez desde 2013

Espanha e Alemanha celebram na quarta-feira a primeira cimeira bilateral em nove anos, que coincide com um momento de sintonia entre os dois executivos em projetos como o do gasoduto para ligar a Península Ibérica à Europa central.

CMVM: “É notório o crescimento da divergência dos padrões de poupança das famílias portuguesas”

“A poupança de longo prazo exige disciplina e empenho além de, naturalmente, um nível de rendimento que permita poupar. Esta combinação de condições ajuda a explicar o baixo nível de poupança em Portugal e em outros países que nos são próximos”, reconhece Rui Pinto.
Comentários